Notícias

Acaba nesta segunda prazo para que Samarco, BHP e Vale paguem R$ 1,2 bi por desastre em Mariana

Responsáveis pela tragédia de Mariana, a mineradora Samarco e suas acionistas, Vale e BHP Billiton Brasil, têm até esta segunda-feira (9) para efetuar o pagamento de R$ 1,2 bilhão determinado pela Justiça para medidas reparatórias após o rompimento da barragem no município mineiro. O acidente causou a morte de 19 pessoas e é considerado o mais grave desastre ambiental do Brasil. Como informa matéria publicada pelo portal G1, as empresas foram procuradas e ainda não confirmaram se já haviam depositado o valor.

Responsáveis pela tragédia de Mariana, a mineradora Samarco e suas acionistas, Vale e BHP Billiton Brasil, têm até esta segunda-feira (9) para efetuar o pagamento de R$ 1,2 bilhão determinado pela Justiça para medidas reparatórias após o rompimento da barragem no município mineiro. O acidente causou a morte de 19 pessoas e é considerado o mais grave desastre ambiental do Brasil.

Como informa matéria publicada pelo portal G1, as empresas foram procuradas e ainda não confirmaram se já haviam depositado o valor. A reportagem destaca que a determinação da Justiça havia vencido em 9 de dezembro, mas as companhias receberam um prazo adicional de 30 dias para efetuar o pagamento.

A decisão que determina o pagamento é resultado de uma ação civil pública movida pela União, pelos governos de Minas Gerais e do Espirito Santo e por órgãos ambientais federais e estaduais.

“A Vale continuará adotando todas as medidas para assegurar seu direito de defesa dentro dos prazos legais e manterá o apoio à Samarco para que continuem sendo adotadas as medidas de reparação”, afirmou a empresa, em nota enviada à reportagem do portal de notícias.

Clique aqui para ler a matéria do G1.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2jdgTpA