Notícias

Aécio comentou que a candidatura de Max Filho cria uma conexão direta com o governo federal em apoio à execução de projetos em diversas áreas

Aécio apoia candidatura de Max Filho em Vilha Velha (ES)

A cidade de Vila Velha, maior colégio eleitoral do Espírito Santo, com mais de 300 mil eleitores, recebeu, nesta sexta-feira (21), a visita do presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves. Acompanhado pelo senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) e  pelos líderes do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), e na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), Aécio destacou a eleição do deputado federal Max Filho à prefeitura de Vila Velha como uma prioridade para o município.

Aécio apoia candidatura de Max Filho em Vilha Velha (ES)

A cidade de Vila Velha, maior colégio eleitoral do Espírito Santo, com mais de 300 mil eleitores, recebeu, nesta sexta-feira (21), a visita do presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves. Acompanhado pelo senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) e  pelos líderes do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), e na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), Aécio destacou a eleição do deputado federal Max Filho à prefeitura de Vila Velha como uma prioridade para o município.

Vila Velha é uma cidade onde o que acontece repercute não apenas no Espírito Santo. É uma cidade visitada por brasileiros de todas as regiões e as pessoas que vêm aqui sabem avaliar se as coisas estão ocorrendo corretamente ou não. Por isso, a presença aqui dos principais dirigentes do PSDB. Para dizer que a eleição de Max é uma prioridade para Vila Velha, em primeiro lugar, mas também para a boa política, em um momento em que o PSDB deve refletir o caminho que o Brasil precisará ainda perseguir, ultrapassar, para que nós tenhamos um país onde a economia volte a inspirar confiança nos agentes, para que possa novamente haver investimentos e, por fim, empregos, que é o que todos buscamos”, afirmou, em entrevista coletiva.

O comitê central da campanha de Max Filho, no centro de Vila Velha, ficou pequeno para o grande encontro, que reuniu prefeitos, lideranças estaduais e municipais, como o ex-prefeito de Vitória Luiz Paulo Vellozo Lucas, e representantes do Instituto Teotônio Vilela (ITV) e dos segmentos do PSDB Mulher, Tucanafro, Juventude e Diversidade, além de apoiadores e simpatizantes do partido que vieram do interior do Estado.

Aos presentes, Aécio Neves agradeceu o apoio dado pelos capixabas durante as eleições presidenciais de 2014, onde o PSDB obteve votação expressiva, e acrescentou que o que os tucanos têm a oferecer à candidatura de Max Filho é uma conexão direta com o governo federal em apoio a projetos nas áreas da saúde, educação, segurança pública e habitação.

Vitória histórica do PSDB

O tucano também ressaltou a maior vitória da história do PSDB nas eleições municipais. Neste ano, o partido conquistou 793 prefeituras em todo o país, e foi a sigla mais votada pelos brasileiros. Em contrapartida, o PT, partido da ex-presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, teve o seu pior desempenho nas urnas.

“Nós ampliamos o número de prefeitos, ampliamos em muito o número da população brasileira que será administrada por administrações do PSDB. Apenas para se ter uma ideia, nas 93 maiores cidades brasileiras, aquelas onde existe segundo turno, como Vila Velha, onde nós temos mais de 200 mil eleitores, o PSDB poderá ao final estar administrando cerca de um terço dessas cidades, em um momento em que o Brasil tem mais de 30 partidos políticos disputando eleição. Isso não é pouca coisa”, avaliou o senador.

“Apenas para mostrar a relevância disso, o PT, que sempre foi o nosso maior adversário, estará administrando apenas uma dessas 93 cidades. Isso, por si só, mostra que houve compreensão por parte da população brasileira sobre a importância das decisões tomadas pelo PSDB”, constatou Aécio.

Brasil na frente

O presidente nacional do PSDB destacou ainda que o partido sempre colocou o Brasil à frente de seus projetos. Por isso, a legenda apoia hoje uma agenda de reformas que não são apenas uma opção ideológica ou partidária, mas sim uma necessidade no atual momento do governo do presidente Michel Temer, de superação da recessão e da crise política e social geradas pelos 13 anos de gestão petista.

“Enquanto esse governo se mostrar disposto a conduzir essa agenda, ele terá claramente, corajosamente, aceitando todos os questionamentos que venham, o apoio do PSDB. Nossa responsabilidade é com o Brasil e principalmente, nesse momento, com os 12,5 milhões de desempregados, talvez a face mais negra, a mais maldita das heranças, dos três ciclos de governo do PT”, completou Aécio Neves.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2e3bluT