Notícias

Ao reconhecer erros de Dilma, ex-tesoureiro do PT diz que partido “vive o pior momento de sua história”

O ex-tesoureiro do PT Edinho Silva admitiu, em entrevista ao jornal Estado de São Paulo, que o PT e a presidente afastada Dilma Rousseff cometeram uma série de erros nos últimos anos que resultaram no impeachment da petista. Ex-ministro da Secretaria de Comunicação do governo Dilma, Edinho Silva afirmou que a presidente afastada não cumpriu as promessas feitas durante as eleições de 2014, governando o país com uma agenda “totalmente contraditória” ao que foi apresentado por ela antes de se reeleger para o Palácio do Planalto.

11 de julho de 2016

O ex-tesoureiro do PT Edinho Silva admitiu, em entrevista ao jornal Estado de São Paulo, que o PT e a presidente afastada Dilma Rousseff cometeram uma série de erros nos últimos anos que resultaram no impeachment da petista. Ex-ministro da Secretaria de Comunicação do governo Dilma, Edinho Silva afirmou que a presidente afastada não cumpriu as promessas feitas durante as eleições de 2014, governando o país com uma agenda “totalmente contraditória” ao que foi apresentado por ela antes de se reeleger para o Palácio do Planalto.

Ao afirmar que o PT vive o “pior momento de sua história”, Edinho Silva também criticou o fato de o partido não ter ouvido a “voz das ruas” após as manifestações de junho de 2013, quando ocorreram uma série de protestos pelo país. Segundo o ex-ministro, os erros políticos cometidos pelo PT causaram a instabilidade que levou ao impeachment de Dilma.

Na visão do deputado federal Nilson Pinto (PSDB-PA), a postura adotada por Edinho Silva de admitir os equívocos cometidos pelo PT é acertada, mas acontece de forma tardia.

“O ex-ministro tem razão. O PT mentiu e mentiu descaradamente na campanha eleitoral. E o que o ex-ministro diz com essas suas declarações atuais é que o povo escolheu errado quando escolheu a presidente reeleita, e agora afastada, porque a sua eleição foi baseada na mentira”, destacou o parlamentar paraense.

“O ex-ministro, infelizmente, está dizendo isso com um ano e meio de atraso. Eu tenho certeza de que ele se arrependeu também, pelas declarações dele. Ele certamente, se tivesse refletido melhor, sabendo isso que ele diz hoje que sabe, teria votado também para evitar que o país elegesse uma presidente inepta, irresponsável, incompetente e mentirosa”, acrescentou o tucano.

Futuro petista

Na entrevista ao Estadão, publicada nesta segunda-feira (11), Edinho Silva também defendeu que o Partido dos Trabalhadores deve se “reconectar com a sociedade brasileira”, reconhecendo os “erros que cometeu” para poder continuar existindo. Na avaliação de Nilson Pinto, entretanto, isso não será possível após todos os escândalos de corrupção e má gestão causados por administrações petistas.

“O futuro do PT, ou do que restar dele, será sombrio, muito ruim. Porque eu tenho absoluta certeza de que as pessoas sérias que ainda estão no PT sairão do partido. As pessoas que ficarão no PT serão pessoas que não têm nenhum compromisso com a honestidade, com a seriedade, com o trabalho, com a competência. Não vejo futuro nenhum possível formado por pessoas com esse tipo de qualificação”, argumentou o tucano.

Clique aqui para ler a íntegra da entrevista concedida por Edinho Silva ao Estadão.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/29FTzyN