Notícias

Após 26 anos no poder, PT não chegou no segundo turno em Diadema, berço do partido

O envolvimento das principais estrelas do PT em denúncias de corrupção, o avanço do desemprego e ainda o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff não pouparam a derrota dos petistas nem mesmo em Diadema (SP), considerado o berço do partido no país. Após 26 anos no poder, o PT não chegou sequer ao segundo turno nesta eleição, que será disputado no próximo dia 30 pelos candidatos Lauro Michels (PV) e Vaguinho (PRB). Maninho, candidato do PT, teve apenas 16,37% dos votos.

9 de outubro de 2016

O envolvimento das principais estrelas do PT em denúncias de corrupção, o avanço do desemprego e ainda o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff não pouparam a derrota dos petistas nem mesmo em Diadema (SP), considerado o berço do partido no país. Após 26 anos no poder, o PT não chegou sequer ao segundo turno nesta eleição, que será disputado no próximo dia 30 pelos candidatos Lauro Michels (PV) e Vaguinho (PRB). Maninho, candidato do PT, teve apenas 16,37% dos votos.

De acordo com matéria do jornal O Globo deste domingo (9), o declínio do PT na primeira prefeitura conquistada pela legenda em 1982 começou há quatro anos, após seis mandatos, mas se acentuou com o tsunami do último dia 2, quando a sigla elegeu 60% menos prefeitos que em 2012 em todo o país. O PT acumulou no município problemas semelhantes ao plano nacional, como deserções, brigas internas, problemas na gestão de estatais e até o envolvimento do principal nome local da legenda na Operação Lava Jato. O petista José de Fillippi Junior, prefeito de Diadema por três mandatos, é investigado por suspeita de recolher dinheiro de caixa dois para campanhas presidenciais do partido.

Segundo O Globo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se gabava em 2012 de nunca ter perdido uma eleição no município e ainda ter sido o mais votado em cinco disputas presidenciais entre 1989 e 2006. Agora, com a imagem desgastada e já respondendo por três ações na Lava Jato, o ex-presidente nem chegou a pisar em Diadema nessas eleições, mesmo morando na cidade vizinha São Bernardo do Campo.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2e7UtrI