Notícias

Cade investiga participação de cartel em obras da Petrobras, iniciado no governo Lula

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) instaurou um inquérito para apurar a existência de um esquema de cartel de empreiteiras nas concorrências para a construção de dois centros de pesquisa e tecnologia da Petrobras, no Rio de Janeiro, e da sede regional da estatal, em Vitória (ES). As supostas irregularidades passaram a ser investigadas após executivos da Carioca Engenharia revelarem detalhes do sistema fraudulento em acordo de leniência no âmbito da Operação Lava Jato.

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) instaurou um inquérito para apurar a existência de um esquema de cartel de empreiteiras nas concorrências para a construção de dois centros de pesquisa e tecnologia da Petrobras, no Rio de Janeiro, e da sede regional da estatal, em Vitória (ES). As supostas irregularidades passaram a ser investigadas após executivos da Carioca Engenharia revelarem detalhes do sistema fraudulento em acordo de leniência no âmbito da Operação Lava Jato.

Além da própria Carioca Engenharia, são mencionadas como participantes do esquema ilegal as construtoras Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, Hochtief, OAS, Odebrecht, Queiroz Galvão, Construbase, Construcap, Mendes Júnior, Schahin e WTorre. Também há menção à possível envolvimento da Racional Engenharia.

De acordo com informações de matéria publicada neste sábado (3) pelo jornal O Estado de S. Paulo, o esquema teria começado em 2006, durante o primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. À época, sete empreiteiras teriam combinado que Andrade Gutierrez, Odebrecht e OAS seriam “cabeças de chave” em futuras licitações de obras da estatal.

Com o acordo, o grupo liderado pela Odebrecht venceu a licitação das obras da sede da Petrobras em Vitória. Já as licitações para o Centro Integrado de Processamento de Dados da Tecnologia da Informação (CIPD) e para o Centro de Pesquisas Leopoldo Américo Miguez de Mello (Novo Cenpes) tiveram como vencedores os consórcios liderados por Andrade Gutierrez e Odebrecht, respectivamente. A reportagem informa que, segundo o Cade, os resultados seguiram exatamente o que foi determinado pelo cartel de empreiteiras.

Clique aqui para ler a matéria do Estadão.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2h9FTk4