Notícias

Programa “Saúde em Ação”, na região metropolitana de Campinas, irá receber mais 13 Unidades Básicas de Saúde (UBS) em Jaguariúna e municípios vizinhos.

Campinas: governo de SP inicia obras do Saúde em Ação

Com a participação do governador Geraldo Alckmin, foi iniciada nesta segunda-feira (31), em Jaguariúna, a segunda fase do programa “Saúde em Ação” na região de Campinas, que irá receber mais 13 Unidades Básicas de Saúde (UBS) em Jaguariúna e municípios vizinhos. Realizado em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o programa prevê a construção de 26 clínicas de saúde no total, com investimento de R$ 82,2 milhões.

Campinas: governo de SP inicia obras do Saúde em Ação

Com a participação do governador Geraldo Alckmin, foi iniciada nesta segunda-feira (31), em Jaguariúna, a segunda fase do programa “Saúde em Ação” na região de Campinas, que irá receber mais 13 Unidades Básicas de Saúde (UBS) em Jaguariúna e municípios vizinhos.

Realizado em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o programa prevê a construção de 26 clínicas de saúde no total, com investimento de R$ 82,2 milhões.

A construção das novas unidades amplia a capacidade do sistema de saúde da região. “Uma boa Unidade Básica de Saúde resolve 80% dos problemas e, caso necessário, possui uma rede de especialistas, que são os AMEs, e se precisar operar tem uma retaguarda hospitalar. Isso se chama referência, que é o atendimento primário, secundário e terciário. Teremos 52 obras de saúde indo de UBS até o AME em benefício da região”, disse o governador.

As obras irão beneficiar a população dos municípios de Cosmópolis, Hortolândia, Sumaré, Santa Bárbara d’Oeste, Pereira, Nova Odessa, Jaguariúna, Holambra e Arthur Nogueira. Somam-se às 13 clínicas, mais 13 clínicas previstas no primeiro lote de obras, 5 CAPS (Centro de Atendimento Psicosocial), nos municípios de Cosmópolis, Sumaré, Santa Bárbara d’Oeste, Americana e Valinhos, e outra UBS em Sumaré.

Saúde em Ação

As obras do programa “Saúde em Ação”, entre construções e reformas de UBS, hospitais, ambulatórios de especialidade e CAPS (totalizando 155), contemplam a Região do Vale do Jurumim, Região Metropolitana de Campinas, Vale do Ribeira, Região de Itapeva e Litoral Norte. Para tanto, serão investidos R$ 826 milhões, com financiamento de 70% do BID e contrapartida de 30% de recursos do Tesouro do Estado.

*Do portal do governo de São Paulo

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2eioXoM