Notícias

Compromisso e responsabilidade são destaques no anúncio das retomadas das obras do MCMV

Na manhã desta quinta-feira (23), o ministro das Cidades, Bruno Araújo, e o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, anunciaram e assinaram juntos com as construtoras a retomada das obras de 4.232 unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida, faixa 1, que estavam paralisadas. Nesse primeiro momento, são 11 empreendimentos em andamento, em sete estados brasileiros.

23 de junho de 2016

Na manhã desta quinta-feira (23), o ministro das Cidades, Bruno Araújo, e o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, anunciaram e assinaram juntos com as construtoras a retomada das obras de 4.232 unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida, faixa 1, que estavam paralisadas. Nesse primeiro momento, são 11 empreendimentos em andamento, em sete estados brasileiros.

O evento teve como destaque a reiteração do comprometimento assumido pelo ministro de trabalhar pela manutenção do programa MCMV, com a garantia que as obras não serão apenas anunciadas, mas sim concluídas e entregues. “Esse esforço e esse compromisso destacado na solenidade de hoje, indica que vamos trabalhar de forma contínua e responsável, nessa longa caminhada,” disse Bruno Araújo.

Atualmente há cerca de 77 mil unidades habitacionais paralisadas em todo Brasil, essa retomada significa um investimento de R$ 263 milhões e beneficiará cerca de 16 mil pessoas. Os estados beneficiados são Acre (714 unidades), Bahia (500), Pará (749), Pernambuco (403), Rio de Janeiro (692), Rio Grande do Sul (278) e São Paulo (896).

Na ocasião, o presidente da Caixa destacou o quanto é importante trabalhar em parceria com o ministério das Cidades. “Vamos trabalhar em sintonia, a Caixa está à disposição para juntos solucionarmos tudo que está relacionado aos programas sociais e agora é o momento de retornarmos às obras, que por algum motivo foram paralisadas”, explicou Occhi.

O ministro das Cidades reforçou que a retomada das obras tem que ser realizada de forma segura e responsável. “A decisão nossa é anunciar cada retomada à medida que tivermos a segurança dos recursos e fluxos necessários para que as paralisações como essas, não venham acontecer. Também não queremos gerar nenhuma dificuldade na relação com nossos contratados, de modo que nós vamos seguir firmes, mas sempre com a tranquilidade de ter menos pressa e muito mais segurança em relação a essas contratações”, afirmou Bruno Araújo.

Para finalizar o ministro disse que a prioridade na faixa 1 é retomar o volume de obras que estão paralisadas pelo Brasil. “ Nós não temos compromisso com as metas da presidente Dilma Rouseff, temos compromisso com metas do governo Michael Temer e é essa que estamos levando para frente”.

Participaram da mesa de cerimônia o presidente da Câmera Brasileira da Indústria (CBIC), José Carlos Martins e Ronaldo Cury, presidente da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc).

*Do portal do Ministério das Cidades

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/28XrgOi