Notícias

Construção de museu em São Bernardo foi “encomenda de Lula”, afirma arquiteto

Uma entrevista dada em 2011 pelo arquiteto Marcelo Ferraz, sócio da Brasil Arquitetura, revela que as obras do Museu do Trabalho e do Trabalhador, em São Bernardo do Campo (SP) – um dos principais redutos do PT – foram uma encomenda do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O empreendimento é alvo da Operação Hefesta, da Polícia Federal, pelo suposto desvio de R$ 7,9 milhões na construção.

Uma entrevista dada em 2011 pelo arquiteto Marcelo Ferraz, sócio da Brasil Arquitetura, revela que as obras do Museu do Trabalho e do Trabalhador, em São Bernardo do Campo (SP) – um dos principais redutos do PT – foram uma encomenda do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O empreendimento é alvo da Operação Hefesta, da Polícia Federal, pelo suposto desvio de R$ 7,9 milhões na construção. As informações são de matéria publicada nesta quarta-feira (14) pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Na entrevista, que foi reproduzida pela Justiça Federal no pedido de deflagração da Operação Hefesta, Ferraz revelou detalhes da construção do museu em São Bernardo do Campo. “Por encomenda do presidente Lula, fizemos o projeto do Museu do Trabalho e do Trabalhador, a ser construído no terreno do antigo mercado municipal, no centro de São Bernardo do Campo, ao lado da prefeitura. Importante: as obras, num total de 6 mil m², estão sendo licitadas neste momento e serão pagas através de convênio entre a prefeitura da cidade e o Ministério da Cultura”, disse o arquiteto ao site aecweb há cinco anos.

Marcelo Ferraz também revelou, na mesma entrevista, a participação de Lula em outro projeto. “O presidente Lula nos pediu o projeto para o Museu Luiz Gonzaga, no marco zero de Recife, onde nasceu a cidade, com 7,5 mil m². A verba é do Ministério da Cultura e do governo de Pernambuco. O presidente saiu, mas tem dinheiro para tocar a obra”, contou.

A Operação Hefesta foi deflagrada nesta terça-feira (13) e já resultou na prisão temporária de oito investigados, entre eles secretários municipais da cidade paulista.

Clique aqui para ler a matéria do Estadão.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2hJ80qA