Notícias

Daniel Coelho declara neutralidade no segundo turno em Recife

Terceiro colocado nas eleições para a prefeitura de Recife, com 18,59% dos votos, o candidato do PSDB Daniel Coelho declarou neutralidade para o segundo turno da votação na capital de Pernambuco. O tucano não apoiará nenhum dos dois candidatos (Geraldo Julio, do PSB, e João Paulo, do PT). O diretório estadual do partido em Pernambuco anunciou apoio ao candidato do PSB por ter posição contrária à candidatura do PT no Recife.

3 de outubro de 2016

Terceiro colocado nas eleições para a prefeitura de Recife, com 18,59% dos votos, o candidato do PSDB Daniel Coelho declarou neutralidade para o segundo turno da votação na capital de Pernambuco. O tucano não apoiará nenhum dos dois candidatos (Geraldo Julio, do PSB, e João Paulo, do PT). O diretório estadual do partido em Pernambuco anunciou apoio ao candidato do PSB por ter posição contrária à candidatura do PT no Recife.

Leia abaixo as notas de Daniel Coelho e do PSDB-PE sobre o segundo turno das eleições em Recife.

Nota de Daniel Coelho

Gostaria de agradecer ao Recife pelos 162.356 votos recebidos nas urnas no pleito do último domingo. São votos de pessoas que abraçaram nossas propostas, apoiam a nossa forma independente de fazer política e acreditaram numa possibilidade de mudança real na nossa cidade.

Fizemos ao longo desta campanha duras críticas aos projetos do PSB e do PT, que muito se parecem. Entendemos que o inchaço do Estado com a ocupação de cargos comissionados e secretarias, que hoje traz graves consequências para a cidade, é uma ação conjunta dos 16 anos desses dois partidos no poder e essa mensagem foi muito bem compreendida pelas pessoas.

Na manhã desta segunda-feira, participamos de encontro envolvendo líderes do PSDB, PSL e Democratas. Somadas, as três legendas obtiveram 209.755 votos para a prefeitura, votação superior à obtida pelo candidato do PT, o que demonstra um claro sinal de que a população pede por uma alternativa a esses dois partidos.

Neste encontro com os partidos foi dada uma posição institucional das legendas. Fiquei muito feliz ao observar que a posição dos partidos, de não ocupar cargos na administração do Recife e do governo do Estado, independentemente de suas posições institucionais, está totalmente de acordo com o nosso discurso.

Nós falamos durante todo o tempo sobre a política mofada do PT e do PSB. No momento em que vai se iniciar a disputa do segundo turno, negociar apoios e pedir em troca disto secretarias e cargos no governo, significaria justamente esse mofo da política que tanto falamos. A postura de PSDB, DEM e PSL mostra que existe uma alternativa ao “toma lá, dá cá” e à troca de interesses.

Pessoalmente, tenho muito respeito à posição dos partidos. No entanto, me reservo ao direito de não declarar voto a nenhuma das candidaturas que estão no segundo turno das eleições no Recife por entender que o PT fez muito mal ao país e que o PSB não consegue se desvincular das práticas políticas às quais discordo e enxergo dentro do próprio PT.

Portanto, manterei minha independência por acreditar que o eleitor é livre, que recebi o voto de confiança das pessoas, mas não sou o dono desses votos. Eles pertencem individualmente a cada recifense e as pessoas vão saber julgar, neste momento, seja por convicção, seja por exclusão, o que é melhor para nossa cidade.

Sigo imediatamente para Brasília onde continuarei a lutar pelo resgate do nosso país e pela melhoria da qualidade de vida do nosso povo. Como deputado, pretendo ajudar o Recife e Pernambuco ao longo dos dois próximos anos a sair da imensa crise que preocupa toda a população.

Nota do PSDB-PE

O resultado das eleições municipais em todo o País confirma que o eleitor brasileiro disse não ao PT e ao seu legado de má gestão, corrupção institucionalizada e mentiras.

No Recife, as candidaturas de Daniel Coelho, do PSDB, e Priscila Krause, do Democratas, juntas alcançaram uma expressiva votação de 209. 755 votos, somando 24% dos votos válidos, numa clara manifestação de parcela do eleitor recifense a projetos alternativos para a cidade.

O PSDB e o Democratas reafirmam posição de independência em relação às administrações estadual e municipal do Recife e a decisão de não ocupação de cargos no Governo do Estado e na Prefeitura da capital. Ao mesmo tempo, reiteram o compromisso com os recifenses e pernambucanos. Assim como o apoio integral aos projetos de interesse do Recife e de Pernambuco.

Diante do exposto e em respeito ao eleitor, o PSDB e o Democratas tornam pública a posição contrária à candidatura do PT no Recife e consequentemente apoio à candidatura do PSB.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2dLPeO7