Notícias

Doria planeja distribuir remédio do SUS em farmácia particular

O prefeito de São Paulo, João Doria, pretende facilitar o acesso a medicamentos para os pacientes da rede pública de saúde do estado. O secretário municipal de Saúde, Wilson Pollara, explicou que a intenção é fornecer os remédios em qualquer farmácia da cidade. Hoje, para ter acesso a medicamentos e outros produtos fornecidos pela Prefeitura, a população tem que se deslocar até as unidades de saúde do município.

O prefeito de São Paulo, João Doria, pretende facilitar o acesso a medicamentos para os pacientes da rede pública de saúde do estado. O secretário municipal de Saúde, Wilson Pollara, explicou que a intenção é fornecer os remédios em qualquer farmácia da cidade. Hoje, para ter acesso a medicamentos e outros produtos fornecidos pela Prefeitura, a população tem que se deslocar até as unidades de saúde do município.

Segundo o Estadão, a pasta estuda duas possibilidades. A primeira é o fornecimento de uma espécie de “vale medicamento” aos usuários. A segunda, é a criação de um site específico a ser acessado pela rede particular para checar e validar a receita apresentada pelo paciente em busca de remédios.

“Não queremos mais entregar remédio nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde). Essa logística não dá certo, é muito difícil. (…) O que eu quero é que o cara vá na farmácia ao lado da casa dele e retire o remédio”, disse o secretário ao jornal.

Com o aumento da crise econômica durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff, a demanda por medicamentos na Prefeitura aumentou 30% em relação a 2015. A alta procura agravou o quadro de falta de medicamentos básicos em algumas unidades e obrigou a secretaria a rever os planos de compra para este ano.

Corujão

Foi publicada na edição desta sexta-feira (6)  do Diário Oficial de São Paulo o chamamento público para credenciar estabelecimentos privados interessados em participar do Corujão da Saúde. O programa tem o objetivo de eliminar as filas para exames nos postos da cidade.

O Corujão está previsto para começar na próxima terça-feira (10) nas unidades já conveniadas com a Prefeitura.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria no jornal Estadão.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2i8eg6R