Notícias

Em entrevista, Osorio defende melhorias no saneamento do Rio

Vários projetos para mobilidade foram viabilizados, mas perdemos oportunidades. No COB, tínhamos a expectativa de o esporte local se beneficiar, o que não ocorreu. Escolas não ganharam novos equipamentos esportivos. Na economia, mais que dobramos os quartos de hotéis de 25 mil para 60 mil, mas a ocupação para outubro é só de 40%. Como não se fez um calendário esportivo tendo as melhores instalações esportivas do mundo?

21 de setembro de 2016

Ex-executivo da Brahma e secretário-geral do COB, Carlos Osório disputa, pelo PSDB, a prefeitura, contra o PMDB de Paes, pelo qual se elegeu deputado estadual em 2014, mas saiu.

No Comitê Olímpico, o senhor ajudou a trazer os Jogos. Como avalia o legado? Foi positivo?

Vários projetos para mobilidade foram viabilizados, mas perdemos oportunidades. No COB, tínhamos a expectativa de o esporte local se beneficiar, o que não ocorreu. Escolas não ganharam novos equipamentos esportivos. Na economia, mais que dobramos os quartos de hotéis de 25 mil para 60 mil, mas a ocupação para outubro é só de 40%. Como não se fez um calendário esportivo tendo as melhores instalações esportivas do mundo?

A reforma do Porto não aumenta o potencial turístico?

Aumenta. Participei dela, com a demolição da Perimetral, mas nem Corcovado e Pão de Açúcar trazem mais turistas sem um calendário de eventos, que quase se limita Carnaval e Réveillon.

Atrair turistas passa pela segurança…

…que impacta muito mais o dia a dia da população. Não vou terceirizar a questão. Porei a Guarda Municipal na rua em esquema parecido com o Centro Presente [da Fecomércio-RJ], armando 10% da GM. O guarda não precisa estar armado na porta da escola. Se o bandido souber da chance de ele chamar reforço armado rápido, há dissuasão.

Ex-secretário de Transportes do Paes, o senhor pode rever a redução das linhas de ônibus?

Esse processo de racionalização foi feito mais de seis meses após eu deixar o cargo. Em 1º de janeiro de 2017, vou suspendê-lo e determinar revisão imediata, consultando os passageiros – o que não foi feito e gerou prejuízos.

Vai conceder propriedade a moradores de favela, bandeira de sua vice Aspásia Camargo?

Com certeza. Regularização fundiária é fundamental para política habitacional inclusiva e as comunidades realmente integradas ao restante da cidade, tal como o saneamento, tema do século 19 que é problema no Rio até hoje.

A prefeitura tem dinheiro para cuidar do saneamento só ou a parceria com iniciativa privada pode ser adotada?

Ela será fundamental.

Leia a matéria no site do Destak Jornal

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2ddkHJa