Notícias

Em estado de calamidade, governo de Minas vai parcelar pagamento do 13º de servidores

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), anunciou mais uma medida que comprova a falência em que deixou o estádio. O 13º salário do funcionalismo público será pago de forma parcelada. A medida foi divulgada um dia após a após a Assembleia Legislativa ter aprovado o pedido de autorização para decretar estado de calamidade financeira no estado. Metade do salário dos servidores referente a 2016 será paga em duas vezes, com segunda parcela a ser repassada somente em 24 de março do ano que vem.

Brasília (DF) – O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), anunciou mais uma medida que comprova a falência em que deixou o estádio. O 13º salário do funcionalismo público será pago de forma parcelada. A medida foi divulgada um dia após a após a Assembleia Legislativa ter aprovado o pedido de autorização para decretar estado de calamidade financeira no estado.

Metade do salário dos servidores referente a 2016 será paga em duas vezes, com segunda parcela a ser repassada somente em 24 de março do ano que vem. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. Segundo a reportagem, a primeira metade do benefício cairá na conta dos servidores no próximo dia 22. O total a ser pago, quitadas todas as parcelas, é de R$ 2,7 bilhões.

Ainda segundo o jornal, o governo também já vem parcelando o salário dos servidores. O diretor do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público de Minas Gerais (Sindpúblicos- MG), Ronaldo Machado, não aprovou o formato anunciado para o pagamento do 13º.

“Apresentamos proposta para que salários de até R$ 3 mil fossem pagos de uma vez só, mas não conseguimos. No modelo adotado, o servidor que ganha R$ 1.000 receberá duas de R$ 500. Já o que ganha R$ 30 mil receberá a primeira de R$ 15 mil e o restante em duas vezes”, criticou.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2h0bx2m