Notícias

Estado de São Paulo adota metodologia inédita de neutralização de carbono

Um verdadeiro legado de sustentabilidade das Olimpíadas no Estado de São Paulo. Assim pode ser definido o novo protocolo entre a Secretaria do Meio Ambiente, DOW Brasil e Esalq/USP, capaz de medir com precisão o total de carbono da atmosfera capturado nas áreas de restauração ecológica na Mata Atlântica.

15 de julho de 2016

Um verdadeiro legado de sustentabilidade das Olimpíadas no Estado de São Paulo. Assim pode ser definido o novo protocolo entre a Secretaria do Meio Ambiente, DOW Brasil e Esalq/USP, capaz de medir com precisão o total de carbono da atmosfera capturado nas áreas de restauração ecológica na Mata Atlântica.

Assinado na tarde desta sexta-feira (14) pelo governador Geraldo Alckmin, o protocolo foi inspirado no plano de mitigação de carbono dos Jogos Olímpicos, realizado pela DOW, e está alinhado com o Protocolo Climático, com o Programa Nascentes e tem o aval do Comitê Paulista das Olimpíadas 2016.

Herança sustentável

São Paulo receberá 10 jogos dos torneios masculino e feminino de futebol. A operação destes jogos emitirá 32,5 mil toneladas de CO2 equivalente, a unidade de medida para os gases de efeito estufa.

Com base nesta estimativa e a fim de mitigar os efeitos dos gases, foi criado um projeto de restauração florestal que vai plantar 140 hectares de Mata Atlântica no Parque Estadual Aguapeí. O investimento, com recursos da Câmara de Compensação Ambiental, é de R$ 2,9 milhões. Este projeto teve a participação conjunta da Secretaria do Meio Ambiente, por meio do Programa Nascentes, da Fundação Florestal e do Comitê Paulista das Olimpíadas 2016.

Medição

Após o plantio, Esalq/USP e Instituto de Botânica iniciarão uma pesquisa que vai medir a efetiva captura de carbono na área em restauração, gerando uma fórmula de medição direta que poderá ser utilizada em outros projetos de neutralização de carbono no Estado. A DOW financiará a pesquisa com um aporte de US$ 40 mil.

O benefício para o Estado de São Paulo será ter uma fórmula de cálculo de sequestro de carbono no bioma Mata Atlântica adequada para as condições ecológicas do estado, uma vez que os cálculos existentes são aproximados.

Do portal do governo do estado de São Paulo

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/29HYxsm