Notícias

“Instituições funcionam de forma tão eficiente que o próprio Lula está sendo investigado”, rebate tucano

Em mais uma tentativa de se vitimizar perante a opinião pública, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, investigado pela Operação Lava Jato, pretende participar, neste domingo (27), de um ato em São Paulo, na Avenida Paulista, em defesa da “liberdade democrática” e contra a PEC 55, que cria um teto para os gastos públicos. Organizado pelo Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) e por movimentos sociais, o protesto terá ainda a presença do ex-presidente do Uruguai José Mujica.

Brasília (DF) – Em mais uma tentativa de se vitimizar perante a opinião pública, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, investigado pela Operação Lava Jato, pretende participar, neste domingo (27), de um ato em São Paulo, na Avenida Paulista, em defesa da “liberdade democrática” e contra a PEC 55, que cria um teto para os gastos públicos. Organizado pelo Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) e por movimentos sociais, o protesto terá ainda a presença do ex-presidente do Uruguai José Mujica.

O deputado federal Daniel Coelho (PSDB-PE) classificou a participação de Lula em um ato pela “liberdade democrática” como uma contradição, já que o petista já protagonizou incontáveis tentativas de obstruir a Justiça no caso da Lava Jato, chegando até mesmo a entrar com uma representação pedindo a prisão do juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos em primeira instância, por “abuso de autoridade”.

Para o tucano, a própria investigação contra Lula já é prova de que a democracia e as instituições brasileiras funcionam em sua plenitude.

“Lula está podendo fazer essa manifestação porque o Brasil está vivendo plenamente o seu processo democrático. As pessoas estão podendo se expressar, colocar os seus pontos de vista. O que não pode é a ilegalidade, cometer crimes, obstruir a Justiça. As instituições estão funcionando de forma tão eficiente que, inclusive, o próprio Lula está sendo investigado”, afirmou.

“A gente vê diversos políticos sendo presos, sendo detidos, o que demonstra que o país está em processo de mudança, e que a democracia está em pleno vapor. Tanto é que os protestos da oposição não são feitos escondidos, pelo contrário, na luz do dia, em São Paulo, em uma das principais avenidas do país, mostrando que se há uma coisa que está sendo respeitada no Brasil, é a democracia e a liberdade de expressão”, disse.

Reportagem publicada nesta segunda-feira (21) pelo jornal Valor Econômico revela que a manifestação, organizada por movimentos populares, alega fazer a “defesa da democracia” contra a “pressão da mídia, do Judiciário e do governo ilegítimo de Michel Temer”. A justificativa foi prontamente rebatida por Daniel Coelho, que argumentou que muito do que Lula e seus advogados têm dito não é verdadeiro, o que não tira o direito da defesa de se manifestar.

“Agora, as contas com a Justiça que têm o PT e Lula vão chegar, indo ele para a rua fazer protesto ou não”, constatou o parlamentar. “A população já está hoje convicta de que o país tem que se ver livre do PT e que, quem cometeu crime, tem que ser punido, que é o caso de Lula, que já recorreu à ONU, já recorreu a todo mundo para tentar impedir essas investigações, o que não vai acontecer”.

PEC do Teto

O deputado tucano questionou ainda a legitimidade que Lula tem para discutir a PEC que institui um teto para os gastos públicos, sendo que os seus governos gastaram indiscriminadamente, contribuindo para a recessão econômica de proporções épicas que o Brasil enfrenta hoje.

“A crítica, se ela fosse honesta, teria espaço dentro do ambiente democrático. O problema é que eles fazem a crítica mentindo, colocando o tempo todo falso na proposta, dizendo que ela vai retirar recursos da saúde e da educação quando ela não corta, quando ela é um teto de gastos globais, e não específicos para uma área. O que a gente lamenta são os argumentos mentirosos, a tentativa de manipular as pessoas. A população aprendeu, com esse desgaste do governo do PT, a não acreditar mais nos argumentos que vem desse partido”, destacou.

“O que a gente lamenta é isso, é você não saber usar uma democracia que está em pleno funcionamento no país para fazer críticas consistentes, em cima de fatos verídicos. Eles fazem uma argumentação que é falsa. O Brasil precisa controlar os seus gastos, precisa gastar apenas o dinheiro que arrecada, e assim controlar a inflação e reequilibrar a economia. Isso é um fato, e não é com mentira que eles vão convencer a população”, completou Daniel Coelho.

Leia a íntegra da reportagem do jornal Valor Econômico AQUI.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2gKbjy6