Notícias

Internet é a principal ferramenta do brasileiro para enfrentar a crise, diz pesquisa

Diante da maior recessão econômica dos últimos anos, os brasileiros têm usado a internet para driblar a crise e conseguir honrar as suas despesas básicas. Pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva, no fim de 2016, revelou que a rede tem sido a principal ferramenta para procurar emprego, complementar a renda ou pesquisar preços mais baixos. O levantamento aponta que, de um universo de 76 milhões de internautas ativos no país, 23,6 milhões usaram a internet para procurar emprego no último ano.

Diante da maior recessão econômica dos últimos anos, os brasileiros têm usado a internet para driblar a crise e conseguir honrar as suas despesas básicas. Pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva, no fim de 2016, revelou que a rede tem sido a principal ferramenta para procurar emprego, complementar a renda ou pesquisar preços mais baixos.

O levantamento aponta que, de um universo de 76 milhões de internautas ativos no país, 23,6 milhões usaram a internet para procurar emprego no último ano. O estudo mostra ainda que 79% tomaram alguma providência para aumentar a renda e 91% adotaram alguma prática para economizar, como pesquisar preços. Além disso, entre as pessoas que usaram a rede para complementar a renda, 11,2 milhões venderam algo.

O deputado Nelson Padovani (PSDB-PR) atribuiu o volume de acessos às facilidades oferecidas pela rede mundial de computadores em meio à crise. “A internet realmente ajuda muito neste momento de crise, porque é um meio de comunicação sem custo. Muitas pessoas aproveitam essa “vitrine” para tentar sobreviver a essa recessão divulgando currículos ou comercializando produtos de fabricação própria”, disse.

Para o deputado, a possibilidade de descrever o produto ou o serviço oferecido agiliza as transações tanto para quem quer vender, quanto para quem quer comprar algo. “Nos meios de comunicação impressos e televisionados, o preço do anúncio está muito mais alto do que na internet. Além disso, a rede possibilita a especificação do produto que você quer vender ou comprar. Ela fornece mais informações para o consumidor que tem tempo para analisar antes de comprar”, afirmou.

O tucano ressaltou também a agilidade da análise de currículos por parte do empregador, que diante do acesso antecipado das informações do pretendente à vaga, otimiza e acelera o processo seletivo. “Percebo as facilidades da internet até mesmo na minha família. Sem dúvida a rede é um ótimo instrumento nesse momento tão difícil da nossa economia”, concluiu.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2iQGCHi