Notícias

José Dirceu será investigado por desvio de recursos da prefeitura de Santo André

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux autorizou, nesta quinta-feira (30), o Ministério Público de São Paulo a conduzir uma investigação contra o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, por participação no suposto desvio de recursos da prefeitura de Santo André (SP), entre 1997 e 2001. O esquema vigorou durante a gestão do prefeito petista Celso Daniel, assassinado em 2002.

30 de junho de 2016

Brasília (DF) – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux autorizou, nesta quinta-feira (30), o Ministério Público de São Paulo a conduzir uma investigação contra o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, por participação no suposto desvio de recursos da prefeitura de Santo André (SP), entre 1997 e 2001. O esquema vigorou durante a gestão do prefeito petista Celso Daniel, assassinado em 2002.

Segundo reportagem publicada nesta quinta (30) pelo jornal O Estado de S. Paulo, o processo estava parado desde 2006 porque uma liminar impedia o MP de São Paulo de continuar as investigações. O procedimento foi suspenso pelo então ministro do STF Eros Grau, que entendeu que o órgão reutilizou um depoimento de uma investigação arquivada pela Justiça.

No entendimento da Procuradoria-Geral de Justiça de São Paulo, as provas são novas. A suspeita é que José Dirceu tenha recebido propina desviada de Santo André para abastecer campanhas políticas do Partido dos Trabalhadores, na época em que ele foi presidente nacional do partido.

O arranjo foi mencionado por João Francisco Daniel, irmão de Celso Daniel, no processo que investiga a morte do prefeito. Outros depoimentos reiteraram a suspeita de que Dirceu tinha conhecimento da arrecadação de propina em Santo André.

Vale lembrar que o petista já foi condenado pela Justiça no julgamento do mensalão, em 2013, e atualmente está preso por envolvimento no esquema investigado pela Operação Lava Jato.

Leia AQUI a íntegra da reportagem do Estadão.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/29iYS8V