Notícias

Lava Jato deve apresentar mais três denúncias contra Lula

Réu em duas ações da Operação Lava Jato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve ser denunciado em outros três casos investigados pela força-tarefa liderada pelo juiz Sergio Moro. A informação é de investigadores e documentos consultados pelo jornal Correio Braziliense. Um procurador ouvido pela reportagem afirma que o sítio utilizado por Lula em Atibaia deve ser um dos próximos alvos de denúncia da Lava Jato.

22 de setembro de 2016

Réu em duas ações da Operação Lava Jato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve ser denunciado em outros três casos investigados pela força-tarefa liderada pelo juiz Sergio Moro. A informação é de investigadores e documentos consultados pelo jornal Correio Braziliense. Um procurador ouvido pela reportagem afirma que o sítio utilizado por Lula em Atibaia deve ser um dos próximos alvos de denúncia da Lava Jato.

O ex-presidente virou réu na operação pela primeira vez no final de julho, por tentativa de obstrução à Justiça ao tentar comprar o silêncio de Nestor Cerveró, ex-diretor da Área Internacional da Petrobras. Na última terça-feira (20), o petista se tornou réu pela segunda vez, sob a acusação do suposto desvio de R$ 87,6 milhões em propinas, além do suposto recebimento de R$ 3,7 milhões em vantagens indevidas do esquema de corrupção na Petrobras por meio da reforma do tríplex do Guarujá.

De acordo com o Correio, o caso do tríplex pode gerar mais uma denúncia contra o ex-presidente, por falsidade ideológica. “Ainda que não constitua objeto da acusação ora ofertada, devem os fatos supostamente delituosos concernentes à declaração apresentada por Luiz Inácio Lula da Silva à Receita Federal do Brasil acerca da propriedade de cota-parte do apartamento 141 do Edifício Salinas do Condomínio Solaris, a princípio, serem investigados nesta jurisdição”, destacam os investigadores.

A reportagem ainda cita um megaesquema de corrupção e compra de apoio político com recursos desviados de estatais como objeto de uma das prováveis próximas denúncias contra Lula. Segundo a matéria, a estratégia de fatiar as investigações envolvendo o ex-presidente tem como objetivo agilizar o processo e dar mais profundidade à apuração dos casos.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2cPqd55