Notícias

A baixa credibilidade do ex-presidente Lula fica evidente na perda de força do PT no ABC paulista, reduto petista desde a década de 1970.

Lula reconhece derrota do PT no ABC paulista e decide não votar

A previsão feita pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no primeiro turno de que “o PT iria surpreender nesta eleição” está se confirmando, só que de maneira negativa. O mau desempenho da sigla na primeira etapa deve se repetir agora no segundo turno, de acordo com as pesquisas de intenções votos divulgados pelos principais jornais do país. A baixa credibilidade do ex-presidente Lula fica evidente na perda de força do PT no ABC paulista, reduto petista desde a década de 1970.

Lula reconhece derrota do PT no ABC paulista e decide não votar

A previsão feita pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no primeiro turno de que “o PT iria surpreender nesta eleição” está se confirmando, só que de maneira negativa. O mau desempenho da sigla na primeira etapa deve se repetir agora no segundo turno, de acordo com as pesquisas de intenções votos divulgados pelos principais jornais do país.

A baixa credibilidade do ex-presidente Lula fica evidente na perda de força do PT no ABC paulista, reduto petista desde a década de 1970. A sigla mantinha um “cinturão vermelho” em torno da capital paulista e hoje só concorre a prefeituras em duas cidades. Reconhecendo a derrota iminente de seu partido, o ex-presidente Lula decidiu não votar neste domingo (30). Sua ausência já foi confirmada pelo Instituto Lula. Ele alega que a lei desobriga os brasileiros maiores de 60 anos de votar. O petista acaba de completar 71 anos.

Na opinião do jornalista Josias de Sousa, do UOL, a atitude de não votar poderá levar até as pessoas que ainda admiram o petista a tirarem uma conclusão óbvia: quem acha que não tem idade para votar, já está velho demais para ser votado. Lula já declarou sua vontade em disputar as eleições presidenciais em 2018.

Segundo o UOL, em São Bernardo do Campo, reduto político de Lula, a disputa acontece entre dois aliados de Geraldo Alckmin: Orlando Morando (PSDB) e Alex Manente (PPS). O tucano aparece à frente de Manete com 63% a 37% da preferência do eleitorado do município. O tucano João Doria também venceu em São Paulo com larga vantagem confirmando a derrocada do PT em território nacional.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2dUHDwn