Notícias

Marchezan amplia apoio político para governar Porto Alegre a partir de 2017

O prefeito eleito de Porto Alegre (RS), Nelson Marchezan Júnior (PSDB), pretende finalizar até o fim do mês o organograma da administração que terá início em janeiro de 2017. Antes de definir os nomes dos secretários que farão parte da equipe do novo governo, o tucano decidiu que os partidos que compõem a gestão do prefeito José Fortunati (PDT) não ficarão nas mesmas pastas que comandaram ao longo dos últimos anos.

Brasília (DF) – O prefeito eleito de Porto Alegre (RS), Nelson Marchezan Júnior (PSDB), pretende finalizar até o fim do mês o organograma da administração que terá início em janeiro de 2017. Antes de definir os nomes dos secretários que farão parte da equipe do novo governo, o tucano decidiu que os partidos que compõem a gestão do prefeito José Fortunati (PDT) não ficarão nas mesmas pastas que comandaram ao longo dos últimos anos. As informações são do jornal Zero Hora desta sexta-feira (4).

De acordo com a reportagem, o PP será o maior beneficiado com a troca de governo, firmando a parceria com o PSDB no âmbito regional. A gestão de Marchezan, segundo o jornal, pretende fazer o rodízio entre os titulares das pastas para “oxigenar” a prefeitura. A Secretaria Municipal de Obras e Viação deve ficar com um indicado pelo PP.

A publicação cita que o rodízio no comando dos órgãos já foi acertado com as legendas aliadas, embora o coordenador da campanha do tucano, Kevin Krieger, levante a possibilidade de que gestores bem avaliados sejam mantidos na mesma área.

“A ideia do rodízio é um princípio, mas, em alguns casos, se o trabalho estiver sendo bem feito, não quer dizer que algumas pessoas não possam continuar. Vamos conversar com todos os partidos para montarmos a reestruturação administrativa. O secretariado só será definido depois de sabermos quais serão as pastas e qual será a função de cada uma”, explicou.

Ainda de acordo com o jornal, além de PSDB, PTB, PP e alguns partidos menores, o quadro de apoio à gestão de Marchezan deve se fortalecer em breve. A tendência é de que integrantes de PMDB e PDT, siglas derrotadas pelo tucano, sejam cortejadas para integrar a nova administração.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2eNQ3C4