Notícias

MP de Minas acusa Samarco de fazer obra e desmatar sem autorização

O Ministério Público de Minas Gerais denunciou que uma obra da mineradora Samarco no complexo de barragens de Germano, em Mariana (MG), não tem projeto ou responsável técnico. Em novembro do ano passado, uma barragem se rompeu na região, matando 19 pessoas e deixando um rastro de lama. De acordo com matéria do jornal Folha de S.Paulo desta quarta-feira (6), após fazer uma vitória não última sexta-feira (1°), foi identificado ainda o desmatamento de uma área de mata atlântica sem autorização.

6 de julho de 2016

O Ministério Público de Minas Gerais denunciou que uma obra da mineradora Samarco no complexo de barragens de Germano, em Mariana (MG), não tem projeto ou responsável técnico. Em novembro do ano passado, uma barragem se rompeu na região, matando 19 pessoas e deixando um rastro de lama. De acordo com matéria do jornal Folha de S.Paulo desta quarta-feira (6), após fazer uma vitória não última sexta-feira (1°), foi identificado ainda o desmatamento de uma área de mata atlântica sem autorização.

Segundo a Folha, a intervenção no complexo planejada pela empresa é próxima a um dique usado para conter a lama que escorre para os afluentes do rio Doce. “Na nossa visão, isso indica uma ilegalidade grave e até uma prática de crime, então nós requisitamos a vistoria pela Polícia Militar Ambiental e estamos aguardando chegar um laudo e uma eventual autuação a partir da qual vamos adotar providências cabíveis”, afirmou o promotor Mauro Ellovitch ao jornal. “A empresa faz o que quiser sem consultar os órgãos ambientais”, destacou o também promotor Marcos Paulo Miranda.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/29k9DHu