Notícias

Novo prefeito de Santo André promete “choque de gestão”, com corte de gastos e cargos

Eleito prefeito de Santo André (SP) no último domingo (30), o tucano Paulo Serra (PSDB) tem como principal desafio reduzir os gastos públicos da cidade, em um “choque de gestão” necessário para tirar o município da crise econômica. Segundo o tucano, a prioridade é necessária, uma vez que o orçamento anual do município é menor do que a dívida existente em Santo André.

Eleito prefeito de Santo André (SP) no último domingo (30), o tucano Paulo Serra (PSDB) tem como principal desafio reduzir os gastos públicos da cidade, em um “choque de gestão” necessário para tirar o município da crise econômica. Segundo o tucano, a prioridade é necessária, uma vez que o orçamento anual do município é menor do que a dívida existente em Santo André. “[A prioridade é] Colocar ordem na casa, fazendo logo no início de governo o choque de gestão, reduzindo o número de secretarias, fazendo um corte de gastos, principalmente, nos desperdícios que a gente tem conhecimento na nossa cidade e mudando o modelo de gestão”, disse em entrevista ao jornal Bom Dia São Paulo, da TV Globo, nesta terça.

Em uma vitória histórica, o vereador tucano se elegeu prefeito de Santo André, quinta maior cidade de São Paulo, se tornando o primeiro representante do PSDB a administrar o município paulista – que desde a redemocratização foi governado pelo PT e PTB. O economista e bacharel em direito venceu o atual prefeito petista Carlos Grana, com 78,21% dos votos válidos.

Na entrevista, o prefeito eleito também prometeu amenizar o problema da falta d’água nas torneiras e contas altas. “A gente pretende fazer antes de assumir, abrir o diálogo com a Sabesp, é muito importante, as pessoas hoje pagam a conta de água e não têm água na torneira. A questão da dívida a gente precisa equalizar, mas o fundamental é a operação no fornecimento de água. Vamos criar uma comissão de técnicos do Semasa, que é o nosso órgão ambiental, em parceria com técnicos da Sabesp e equalizar essa questão de forma urgente”, destacou.

O tucano também prometeu acabar com o déficit de creches durante sua gestão. Hoje, 5 mil crianças esperam na fila. “Aumentar convênio com creches conveniadas que têm ociosidade de vaga. Nós temos como meta zerar o déficit de vagas nos próximos 4 anos”, declarou Paulinho Serra, anunciando ainda algumas medidas para melhorar a mobilidade urbana. “A gente pretende rever os itinerários, modernizar os itinerários e o transporte coletivo. E em parceria com o governo estadual, levar dois eixos de transporte de alta capacidade, que é a linha 18 do Metrô, que cria um eixo com a divisa com São Bernardo, e a estação Pirelli, que cria outro eixo de alta capacidade na divisa com Mauá, então retira do centro quantidade alta de veículos”, completou.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2eqUW6o