Notícias

Osorio promete integrar transporte público no Rio

O candidato do PSDB à prefeitura do Rio de Janeiro, Carlos Osorio, afirmou nesta segunda-feira (19) que pretende atuar para integrar a nova infraestrutura de transporte público na cidade como forma de baratear as viagens. Em entrevista ao portal G1, o tucano declarou que a ideia é tornar a passagem mais barata para a integração, e a prefeitura será parceira do estado na expansão do metrô.

19 de setembro de 2016

Brasília (DF) – O candidato do PSDB à prefeitura do Rio de Janeiro, Carlos Osorio, afirmou nesta segunda-feira (19) que pretende atuar para integrar a nova infraestrutura de transporte público na cidade como forma de baratear as viagens. Em entrevista ao portal G1, o tucano declarou que a ideia é tornar a passagem mais barata para a integração, e a prefeitura será parceira do estado na expansão do metrô.

“Vamos botar essa nova infraestrutura para funcionar adequadamente. Precisamos integrar o metrô com o trem com o ônibus e com o BRT”, disse

Questionado sobre o preço dos pedágios da Linha Amarela e da Transolímpica, o candidato afirmou que o primeiro passo será auditar o contrato para reavaliar. “Vamos baixar os custos se isso for possível”, disse. Segundo ele, o preço atual é muito caro. “Eu diria que existe um desequilíbrio”, ressaltou.

O candidato também prometeu investir no salário dos professores e afirmou que não acha viável colocar em horário integral todas as crianças no município. “Hoje a educação está crescendo com essas escolas novas sem condições”, completou.

Saneamento básico

Em relação ao saneamento básico, Osorio respondeu a perguntas enviadas pelo público e pelos jornalistas. O tucano reiterou que vai avançar na Zona Oeste e levar saneamento para as comunidades. Sobre sua posição nas pesquisas de opinião, o candidato disse que tem a vantagem de possuir pouca rejeição dos eleitores. “Eu sou o candidato menos conhecido. Não tenho nenhuma dúvida de que eu vou crescer”, afirmou.

Questionado sobre a existência de uma “indústria de multas” na capital fluminense, Osorio ressaltou que considera que a Guarda Municipal deve ser reorientada. “Existe uma clara intenção da cidade do Rio em multar e arrecadar. Nós vamos acabar. Radar de um lado, Guarda Municipal melhor orientada, do outro”, completou.

Sobre a questão da segurança pública, Osorio afirmou que a Guarda Municipal terá 10% de seu efetivo armado. “Vamos empoderar a guarda, que ganhou poder de polícia, e colocar a guarda para trabalhar tipo o segurança presente”, disse. Segundo ele, a guarda armada somente vai apoiar o guarda regular, que não andará armado.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2cjD5tA