Notícias

Para o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), a hora é de o País evitar radicalismos e juntar todas as forças para o trabalho em prol do desenvolvimento.

Para superar a crise, Anastasia defende fim do radicalismo

Passadas as eleições municipais de 2016, o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) cumprimentou todos os prefeitos eleitos e disse que é hora de o País evitar radicalismos e juntar todas as forças para o trabalho em prol do desenvolvimento e do progresso dos municípios e do País. “As eleições se encerraram, lamentavelmente, em um clima de extremo antagonismo e de muito radicalismo. Vimos isso nas propagandas e nos debates em diversas cidades pelo Brasil afora.

Para superar a crise, Anastasia defende fim do radicalismo

Passadas as eleições municipais de 2016, o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) cumprimentou todos os prefeitos eleitos e disse que é hora de o País evitar radicalismos e juntar todas as forças para o trabalho em prol do desenvolvimento e do progresso dos municípios e do País. “As eleições se encerraram, lamentavelmente, em um clima de extremo antagonismo e de muito radicalismo. Vimos isso nas propagandas e nos debates em diversas cidades pelo Brasil afora. Esse clima de radicalismo já vem de um certo tempo no Brasil. Ele não é característico de nossa gente. Na minha percepção e formação, a política é a arte do entendimento, do diálogo e da composição para identificar as boas soluções que o País necessita e não da exaltação e do radicalismo”, afirmou o senador.

Para Anastasia, as dificuldades são muitas e, para superá-las, o Brasil vai precisar da união e do trabalho de todos. “Temos uma grave crise econômica, política e ética a ser enfrentada. Os esforços de todos são necessários para superarmos tudo isso em clima de harmonia. Até porque, observando na História universal, onde o radicalismo imperou, os resultados nunca foram positivos. Por isso, faço esse apelo à serenidade, à tranquilidade, ao equilíbrio e ao bom senso. É com esse espírito que voltamos aos trabalhos aqui no Senado para votar os projetos importantes que estão aqui pautados para o desenvolvimento e o progresso do nosso Brasil”, ressaltou.

Vitória expressiva

Anastasia também destacou a expressiva vitória tucana nessas eleições em todo o País. As urnas consagraram o PSDB como o partido com a maior população governada no Brasil neste século. A partir de 2017, o PSDB será responsável por administrar municípios que somam 23,7% da população do País – quase 49 milhões de brasileiros, segundo projeções do IBGE. Somando apenas os eleitores, serão 34 milhões de pessoas, uma em cada quatro no País, governadas pela legenda.

Dos 57 municípios que tiveram disputa de segundo turno, o PSDB saiu vitorioso em 14, um recorde na história recente do Brasil. Das 26 capitais brasileiras, sete serão administradas por tucanos. Entre as 92 cidades com mais de 200 mil eleitores, o PSDB conquistou 28 prefeituras. Ao todo, 1719 tucanos disputaram o pleito e 803 foram eleitos, o que resulta em uma taxa de sucesso de 47%, a maior de todos os partidos.

“De fato, de Norte a Sul, os eleitores compareceram e deram ao PSDB uma expressiva vitória, especialmente nas cidades maiores. Isso fortalece o nosso partido e as nossas bandeiras pela boa gestão pública, pela administração pública vocacionada a objetivos e metas, à prestação eficiente dos serviços públicos a favor da população. Minha palavra é de cumprimentos ao presidente nacional do partido, o senador Aécio Neves, aos dirigentes dos diretórios estaduais e municipais e, sobretudo, aos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores eleitos pelo PSDB em todo o Brasil”, afirmou Anastasia.

Minas Gerais

Em Minas Gerais, da mesma forma, a vitória do PSDB foi avassaladora. O partido irá administrar a partir do ano que vem 133 municípios em todas as regiões do Estado. Ao todo, o partido será responsável por quase 3,4 milhões de pessoas. Este total é o equivalente a 16% da população de Minas Gerais, que soma aproximadamente 21 milhões de habitantes, de acordo com o IBGE. No cômputo final, o PSDB de Minas saiu vitorioso em 389 coligações majoritárias das quais fez parte em municípios de todas as regiões do Estado. Dos 266 candidatos tucanos que disputaram o cargo de prefeito em Minas, 133 foram eleitos – o que representa um sucesso de exatamente 50% das candidaturas.

Além da vitória no 2º turno em Contagem (3º maior colégio eleitoral do Estado), no 1º turno candidatos tucanos já tinham sido vitoriosos em outras importantes cidades mineiras, como Governador Valadares (principal cidade do Vale do Rio Doce); Poços de Caldas, Pouso Alegre e Extrema (Sul de Minas); Janaúba (Norte de Minas); Jequitinhonha, Rubim e Itaobim (Vale do Jequitinhonha); Paracatu e Unaí (Noroeste de Minas); Coronel Fabriciano e João Monlevade (Vale do Aço); Vespasiano (Região Metropolitana de BH) e Viçosa (Zona da Mata).

Além dos 133 prefeitos, o PSDB mineiro elegeu 105 vice-prefeitos em municípios de todas as regiões do Estado, como Juiz de Fora, Ipatinga, Varginha, Nova Lima, Barbacena, Conselheiro Lafaiete, Caxambu, Ituiutaba, Guaxupé e Pedra Azul. Para as Câmaras Municipais de Minas, o PSDB elegeu 901 vereadores, cerca de 17% do total de 5.511 candidatos lançados ao legislativo municipal. Ao todo, o PSDB teve cerca de 945 mil votos para o legislativo, dos quais 105 mil foram para a legenda.

“Estendo também meus cumprimentos a todos os prefeitos eleitos em Minas Gerais, independente dos partidos, dizendo que todos eles certamente estarão trabalhando pelo desenvolvimento e pelo progresso de suas cidades e de nosso Estado”, afirmou Anastasia.

*Da Assessoria de Imprensa do senador

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2eXZoYv