Notícias

Para tucano, sucateamento na Embrapa é mais uma “herança maldita” das gestões petistas

Após aparelhar politicamente a Petrobras e a Eletrobras, outra estatal também sofre com a política adotada pelo PT nos governos dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. Documentos obtidos pela revista IstoÉ retratam um cenário caótico na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Considerada uma ilha de excelência técnica, depois de mais de 13 anos sob administrações petistas, a empresa enfrenta desde dívidas tributárias milionárias a denúncias graves por desvios de recursos.

20 de outubro de 2016

Após aparelhar politicamente a Petrobras e a Eletrobras, outra estatal também sofre com a política adotada pelo PT nos governos dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. Documentos obtidos pela revista IstoÉ retratam um cenário caótico na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Considerada uma ilha de excelência técnica, depois de mais de 13 anos sob administrações petistas, a empresa enfrenta desde dívidas tributárias milionárias a denúncias graves por desvios de recursos.

O deputado federal Domingos Sávio, presidente do PSDB-MG, lamentou a atual situação da empresa, que segundo ele ainda é orgulho dos brasileiros e referência em pesquisas e desenvolvimento de tecnologias não só no Brasil, como também na América Latina.“É triste constatar que a Embrapa está sofrendo as consequências do desgoverno do PT, mais uma ‘herança maldita’ desse governo corrupto que desrespeitou também os princípios elementares de gestão técnica, colocando figuras sem compromisso e seriedade. Ao longo do tempo, foram destruindo muitas das coisas boas da Embrapa”, criticou o parlamentar.

De acordo com a revista, uma auditoria interna do órgão apontou o desaparecimento de quase R$ 6 milhões pela venda das safras de milho cultivadas anualmente. As irregularidades na Embrapa, que continua sendo administrada Maurício Antônio Lopes (nomeado a pedido da própria Dilma), não param por aí.

Segundo a IstoÉ, a empresa contabiliza prejuízo de R$ 23 milhões referentes à multa por não recolhimento de tributos à Receita Federal e, mesmo assim, as parcelas são pagas mensalmente com atraso. Peças do mobiliário antigo da empresa que seriam leiloados também teriam sido queimados a pedido de uma servidora ligada ao PT.

Domingos Sávio defende uma mudança imediata no comando da estatal, que possui um quadro quadro qualificado de profissionais de carreira e precisam ser motivados novamente. “Eles assistiram ao longo dos anos o desmando e o abandono por parte do PT, ora por não investir adequadamente na Embrapa, ora por promover desvios de dinheiro público, como já há denúncias graves. Portanto, é preciso que o presidente Temer e o atual ministro da Agricultura providenciem, imediatamente, o saneamento dessa empresa. Eu começaria pelo saneamento moral, verificar pessoas do governo anterior que ainda continuam em cargos de comando e que não correspondem a uma nova política que o Brasil quer ver instalado: uma política de transparência, seriedade e competência na gestão pública.”

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2ezULTh