Notícias

O resultado das urnas neste segundo turno das eleições para prefeito, que acontece no domingo (30), consolidará aquela que já é a maior vitória do PSDB em pl...

Pesquisas do segundo turno indicam maior vitória do PSDB em eleições municipais

O resultado das urnas neste segundo turno das eleições para prefeito, que acontece no domingo (30), consolidará aquela que já é a maior vitória do PSDB em pleitos municipais em toda a história do partido. Após eleger 793 prefeitos no primeiro turno – sendo dois em capitais e outros 12 em cidades com mais de 200 mil eleitores -, além de 5.355 vereadores por todo o país, o PSDB ainda disputa as prefeituras de 19 cidades neste segundo turno, com grandes chances de sair vencedor na maior parte delas.

O resultado das urnas neste segundo turno das eleições para prefeito, que acontece no domingo (30), consolidará aquela que já é a maior vitória do PSDB em pleitos municipais em toda a história do partido. Após eleger 793 prefeitos no primeiro turno – sendo dois em capitais e outros 12 em cidades com mais de 200 mil eleitores -, além de 5.355 vereadores por todo o país, o PSDB ainda disputa as prefeituras de 19 cidades neste segundo turno, com grandes chances de sair vencedor na maior parte delas.

De acordo com as pesquisas mais recentes, 13 tucanos lideram as corridas pelas prefeituras de suas cidades. Entre os outros seis concorrentes, diversos candidatos do PSDB ou estão empatados tecnicamente com seus adversários ou estão pouco atrás de seus rivais. São os casos, por exemplo, de João Leite, em Belo Horizonte, e Rose Modesto, em Campo Grande, empatados tecnicamente com Alexandre Kalil (PHS) e Marquinhos Trad (PSD), respectivamente.

Para o deputado federal Rodrigo de Castro (PSDB-MG), o resultado do primeiro turno e o provável desfecho do segundo turno revelam que o bom desempenho do PSDB é um fenômeno nacional. “Esse sucesso nas urnas do PSDB já se fez muito forte no primeiro turno, quando o partido conquistou expressivas vitórias em grandes cidades, mas também vitórias espalhadas por todo o Brasil. Portanto, não é um movimento concentrado”, salientou o parlamentar mineiro.

“Hoje, aquele que pensa no futuro do Brasil, que pensa com responsabilidade, com esperança, com certeza pensa no PSDB. Por isso nós estamos muito animados com esse segundo turno, com essa consolidação dessa marca que é de dignidade, de trabalho, de gestão, de bons resultados e de qualidade de vida para a população”, emendou.

Se os últimos levantamentos de intenção de voto se confirmarem nas urnas, o PSDB pode começar 2017 administrando, no mínimo, sete capitais do país. Além de João Doria (São Paulo) e Firmino Filho (Teresina), os tucanos eleitos em capitais já no primeiro turno, o partido elegeria, segundo as últimas pesquisas, Zenaldo Coutinho (Belém), Rui Palmeira (Maceió), Artur Neto (Manaus), Nelson Marchezan Jr (Porto Alegre) e Hildon Chaves (Porto Velho). Na visão de Rodrigo de Castro, estes números mostram que as propostas apresentadas pelo PSDB nas principais cidades do país vão ao encontro do que os eleitores querem para os seus municípios.

“Isso mostra que o eleitorado que quer realmente solução para o seu município, os grandes problemas que afligem hoje as cidades, tem no PSDB aquele que tem as melhores respostas, os melhores quadros, história, credibilidade, e aponta para o futuro. Então essa eleição significa uma consolidação do nosso partido, no momento em que o brasileiro comparou entre as diferentes propostas – especialmente comparou com o PT -, e escolheu o PSDB”, afirmou o tucano.

Declínio petista

Como destaca matéria publicada pelo jornal Valor Econômico nesta sexta-feira (28), além de ter eleito somente um candidato em primeiro turno nos 92 maiores municípios do país, o Partido dos Trabalhadores disputa o segundo turno em apenas sete cidades. Para Rodrigo de Castro, o dado é reflexo da “resposta retumbante” da população brasileira às gestões petistas.

“O brasileiro deu uma resposta retumbante ao PT. Uma resposta de negação à calamidade que o PT deixou para o país e às práticas que ele implantou na política. Espero agora, para o bem da nossa população, que daqui para frente o brasileiro, o tempo todo, se lembre do desastre que o PT está deixando para nós”, concluiu o deputado.

Clique aqui para ler a matéria do Valor Econômico.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2ee8iTj