Notícias

Prejudicada pela corrupção instalada pelo governo do PT, Casa da Moeda sofre com problemas operacionais

Mais uma estatal tomada pela má gestão e corrupção expõe os efeitos da dilapidação promovida pelo PT nos últimos anos. Investigada pela Polícia Federal, a Casa da Moeda é alvo de pelo menos três ações que investigam fraudes em licitações e contratos superfaturados. Em 2005, o então presidente da instituição, Manoel Severino, foi um dos beneficiários de propina no mensalão.

5 de julho de 2016

Mais uma estatal tomada pela má gestão e corrupção expõe os efeitos da dilapidação promovida pelo PT nos últimos anos. Investigada pela Polícia Federal, a Casa da Moeda é alvo de pelo menos três ações que investigam fraudes em licitações e contratos superfaturados. Em 2005, o então presidente da instituição, Manoel Severino, foi um dos beneficiários de propina no mensalão.

Já em 2015, a polícia desmontou um esquema que fraudava contratos referentes à implantação do Sistema de Controle de Produção de Bebidas. Outra operação, em junho passado, identificou novas fraudes no mesmo sistema, mesmo após o presidente da instituição ter sido demitido. Para o deputado federal Izalci Lucas (PSDB-DF), não restam dúvidas que governo do PT deixou como marca de seu governo a corrupção institucionalizada em várias estatais e órgãos federais.

“No caso da Casa da Moeda isso já havia sido alertado há algum tempo e agora mais esse problema do passaporte, que é grave, porque ele tem suas deficiências. Onde você mexe encontra corrupção, incompetência e irresponsabilidade. Essa é a marca do PT. Portanto, não nos surpreende mais nada esses encontros de irregularidades”, afirmou o parlamentar.

A corrupção e a má gestão resultaram ainda em problemas operacionais na estatal. A Casa da Moeda tem passado por dificuldades para produzir passaportes. Os documentos, que levavam no máximo seis dias para ficarem prontos, hoje precisam de até 45 dias. Além disso, com a falta de equipamentos adequados, a confecção do passaporte já não apresenta um de seus itens de segurança, a numeração perfurada, o que pode causar problemas aos brasileiros no exterior. Apesar dos transtornos, Izalci Lucas lembra que com a aprovação da Lei de Responsabilidade das Estatais e tramitação da Lei dos Fundos de Pensão, as empresas públicas podem mudar em breve o cenário de descaso e ilegalidade que tomou conta das administrações.

“O primeiro passo nós já demos, proibindo a contratação e nomeação de indicados por partidos e políticos. Vamos fazer isso agora com os fundos de pensão também, e temos que aperfeiçoar isso ainda mais para inibir esses maus gestores para que não possam assumir órgãos do governo”, disse o tucano.

Além do problema com as máquinas de perfuração, a estatal também sofreu com a redução do estoque de matéria-prima usada para confeccionar a capa do documento antes do previsto. A fim de evitar mais transtornos à população, a Casa da Moeda voltou a enviar passaportes aos postos da Polícia Federal.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/29z04CD