Notícias

4 de outubro de 2016

PSDB derrota o PT em todas as regiões nas eleições municipais

Com 17,6 milhões de votos registrados nas urnas de todo o país, o PSDB foi o partido mais escolhido pelos eleitores brasileiros no primeiro turno das eleições para as prefeituras em 2016. A ampla votação dos candidatos tucanos fez o partido ficar à frente do PT em todas as regiões do Brasil. Até mesmo no Norte e no Nordeste,regiões que destinaram muitos votos ao PT em eleições recentes, o desempenho do PSDB foi muito superior ao dos candidatos petistas, tanto na disputa para prefeito quanto para vereador.

4 de outubro de 2016

Com 17,6 milhões de votos registrados nas urnas de todo o país, o PSDB foi o partido mais escolhido pelos eleitores brasileiros no primeiro turno das eleições para as prefeituras em 2016. A ampla votação dos candidatos tucanos fez o partido ficar à frente do PT em todas as regiões do Brasil. Até mesmo no Norte e no Nordeste,regiões que destinaram muitos votos ao PT em eleições recentes, o desempenho do PSDB foi muito superior ao dos candidatos petistas, tanto na disputa para prefeito quanto para vereador. Com uma queda vertiginosa em relação ao último pleito municipal, em 2012, o Partido dos Trabalhadores foi votado por apenas 6,8 milhões de brasileiros, o que o deixa somente na quinta colocação geral entre as legendas mais votadas. A vantagem do PSDB também é ampla na votação para vereadores: em todo o Brasil, foram 9 milhões de votos para o PSDB contra apenas 5,7 milhões para o PT.

Para o secretário-geral do PSDB, deputado federal Silvio Torres (SP), o expressivo número de votos obtidos pelo PSDB aliado à derrocada petista revela que o país mudou após tantos escândalos de corrupção envolvendo importantes figuras do Partido dos Trabalhadores. O parlamentar acredita que a população brasileira mostrou, no primeiro turno das eleições, toda a sua rejeição ao projeto de poder proposto pelo PT.

“Os resultados das eleições estão mostrando que o país mudou. O país mudou as expectativas, mudou a consciência dos eleitores, que estão deixando clara a sua rejeição ao projeto petista, que a cada momento se esgota mais. Rejeição aos métodos, rejeição à corrupção e rejeição também ao modo de conduzir a economia do Brasil, que levou o pais a essa situação gravíssima de crise, uma crise que cada vez mais se agrava”, ressaltou o parlamentar. Para ele, o sucesso do PSDB será ainda mais intenso após o segundo turno das eleições, que contará com a presença de oito tucanos somente nas capitais.

“O PSDB capitalizou a sua coerência, a coerência de um partido que apregoa e pratica a responsabilidade fiscal, o respeito ao dinheiro público, que luta por um Estado mais eficiente e menos clientelista, que não cede às corporações. “Com essas propostas, chegou a esse patamar de voto que ainda não se esgotou, porque nós temos vários municípios com mais de 200 mil eleitores que ainda estarão disputando o segundo turno com grande chance de ganhar. Com certeza, vamos ter um resultado que vai passar de 20 milhões. Isso para nós é um estímulo a continuar nessa mesma linha de conduta e também a animar os nossos militantes para nos prepararmos para 2018”, analisou o secretário-geral do PSDB.

Norte e Nordeste

No Nordeste, região tida no passado como uma das principais fontes de votos petistas, os concorrentes do PSDB às prefeituras receberam 2,9 milhões de votos, contra pouco mais de 2 milhões de votos do PT. Já no Norte, também visto historicamente como um reduto de votos para o PT, a diferença foi ainda mais esmagadora: 1,7 milhão de votos para tucanos, contra apenas 577 mil para o PT.

Para Silvio Torres, a queda do PT nessas duas regiões mostra que a população residente no Norte e no Nordeste do país não se contenta mais com os projetos assistencialistas desenvolvidos pelos governantes do PT.

“[A vitória do PSDB nessas regiões] é um sinal de que a população não está em busca de assistencialismo. As pessoas estão em busca de oportunidades, de emprego, de desenvolvimento sustentável, e não de projetos que têm o único objetivo de manter no poder quem está lá, no caso o PT. Está a mudando a consciência brasileira como um todo, e é por isso que em todas as regiões do pais o PT foi rejeitado e o PSDB teve um crescimento tão expressivo”, argumentou o tucano.

Demais regiões

O Sudeste registrou a maior vantagem numérica do PSDB em relação ao PT. Os candidatos tucanos às prefeituras da região mais importante para a economia brasileira receberam 9,2 milhões de votos, 6,5 milhões a mais do que os recebidos pelos candidatos petistas, que tiveram somente 2,7 votos na região.

Já a maior vantagem proporcional do PSDB sobre o PT foi registrada no Centro-Oeste. Na região, os tucanos concorrendo às prefeituras foram escolhidos por 1,5 milhão de eleitores. O número é 8,7 vezes a quantidade de votos recebidos por petistas, favoritos de pouco mais de 172 mil eleitores. A vantagem tucana se mantem no Sul, onde os concorrentes do PSDB foram votados por 2,1 milhões de eleitores. Já o PT teve apenas 1,2 milhão de votos na região.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2dRZ9hD