Notícias

PSDB pode governar mais da metade dos paulistas a partir de 2017

Com 164 prefeitos eleitos no primeiro turno das eleições deste ano, o PSDB já garantiu a administração de 44,8% da população de São Paulo a partir de janeiro do próximo ano. Caso o favoritismo tucano se confirme nas cinco cidades em que disputa o segundo turno, esse número pode subir para até 52% dos habitantes do estado nos próximos quatro anos.

10 de outubro de 2016

Brasília (DF) – Com 164 prefeitos eleitos no primeiro turno das eleições deste ano, o PSDB já garantiu a administração de 44,8% da população de São Paulo a partir de janeiro do próximo ano. Caso o favoritismo tucano se confirme nas cinco cidades em que disputa o segundo turno, esse número pode subir para até 52% dos habitantes do estado nos próximos quatro anos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo desta segunda-feira (10).

De acordo com a reportagem, candidatos do partido que avançaram nas urnas terminaram o primeiro turno em primeiro lugar, com pelo menos 12% de vantagem em relação ao segundo colocado nas cidades de Jundiaí, São Bernardo do Campo, Santo André, Ribeirão Preto e Franca.

Para o secretário-geral do partido, deputado federal Silvio Torres (SP), apesar de a legenda ter conquistado quatro prefeituras a menos que em 2012, o PSDB viu seu número de eleitores aumentar ao vencer em cidades importantes.

Com mais de 12 milhões de habitantes, a capital paulistana teve um papel fundamental nesse crescimento, ao eleger o tucano João Doria com 53% dos votos. “Isso mostra que o PSDB se estruturou melhor neste ano”, afirmou ao jornal.

Na avaliação do parlamentar, os tucanos foram os principais beneficiados dos chamados ‘votos anti-PT’. O número de prefeitos eleitos pelos petistas em São Paulo caiu de 70, há quatro anos, para apenas oito neste ano.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2dri41C