Notícias

Para o deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB-BA), a grande derrota sofrida pelo PT reflete a péssima gestão e os legados tenebrosos de Lula e Dilma.

PT repete mal desempenho e não elege nenhum candidato no 2º turno

Comprovando o grande fracasso das suas últimas administrações, o PT sofreu neste domingo (30) a maior derrota nas urnas desde 2004. O partido dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff não conseguiu eleger nenhum prefeito no segundo turno das eleições municipais. Todos os sete candidatos da legenda foram derrotados por seus adversários. Além disso, pela primeira vez desde sua fundação, em 1982, o partido não vai administrar prefeituras no seu berço político, o ABC paulista.

PT repete mal desempenho e não elege nenhum candidato no 2º turno

Brasília (DF) – Comprovando o grande fracasso das suas últimas administrações, o PT sofreu neste domingo (30) a maior derrota nas urnas desde 2004. O partido dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff não conseguiu eleger nenhum prefeito no segundo turno das eleições municipais. Todos os sete candidatos da legenda foram derrotados por seus adversários. Além disso, pela primeira vez desde sua fundação, em 1982, o partido não vai administrar prefeituras no seu berço político, o ABC paulista.

O partido elegeu apenas um prefeito nas eleições municipais deste ano em grandes cidades, no primeiro turno, em Rio Branco: Marcus Alexandre. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo desta segunda-feira (31), o resultado confirma o pior retrospecto da sigla nas urnas nos últimos 12 anos, quando elegeu 411 prefeitos. Dos 992 candidatos que o partido colocou em disputa neste ano, apenas 254 foram eleitos, uma redução de 60% em relação a 2012.

Na avaliação do líder do PSDB na Câmara, deputado federal Antonio Imbassahy (BA), a grande derrota sofrida pelo partido reflete a péssima gestão e os legados tenebrosos dos governos Lula e Dilma.

“O resultado foi devastador. A população fez o julgamento da conduta dos principais líderes do PT e da administração dos seus governos. Perceberam com clareza que o PT destruiu a economia brasileira, gerando um número recorde de desempregados em toda a história do país, além também das práticas de delitos reveladas pela Operação Lava Jato”, destacou.

A reportagem mostra que, dos quatro municípios da região do ABC que tiveram segundo turno, dois elegeram prefeitos do PSDB. Nas outras três cidades que formam a região, São Caetano, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, o partido também não elegeu prefeitos.

A derrota na Grande São Paulo consolidou o fim do chamado “cinturão vermelho” do PT na região. O partido, que tinha nove prefeituras dos 39 municípios da região, agora tem apenas um prefeito. Além da capital, onde o petista Fernando Haddad perdeu as eleições no primeiro turno para João Doria (PSDB), a legenda perdeu as prefeituras de Santo André, São Bernardo do Campo e Mauá, na região do ABC, além de Guarulhos e Osasco.

Para o tucano, o declínio petista no berço político do ex-presidente Lula demonstra de forma mais vigorosa a insatisfação da população com o PT. “Em meio à grande derrocada do partido, os resultados ocorridos no ABC paulista, berço da existência do partido, devem ser destacados como uma prova mais eloquente da vontade do povo”, completou.

Em São Bernardo do Campo, maior cidade do ABC, a população escolheu por 59,94% dos votos o tucano Orlando Morando (PSDB). Já em Santo André, os eleitores escolheram Paulo Serra (PSDB) para administrar a cidade nos próximos quatro anos. O tucano obteve 78,21% de votos e venceu a disputa contra 21,79% do atual prefeito, Carlos Grana (PT).

Nordeste

O partido também não terá nenhum prefeito nas capitais do Nordeste, região que geralmente vota em peso a favor de Lula e Dilma. Em 2016, o partido perdeu João Pessoa, única prefeitura que tinha na região. Na região, o PT terá apenas a vice-prefeitura de Aracaju. No Recife, única capital em que disputou a prefeitura no segundo turno, o PT viu o atual prefeito Geraldo Júlio (PSB) vencer João Paulo (PT) por uma grande margem de votos, quase 200 mil.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2esaggk