Notícias

Reunião discute ações de combate ao Aedes em Sorocaba

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Saúde (SES), realiza, nesta quinta-feira (20), uma reunião com representantes de todas as pastas que compõem a gestão municipal, indicados para integrar o Grupo da Sala de Situação para o Enfrentamento das Arboviroses. O encontro acontecerá às 14h, no Salão de Vidro do andar térreo do Paço Municipal. De acordo com o diretor da Área de Vigilância em Saúde da SES, Rafael Reinoso, o objetivo é discutir ações preventivas de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e das febres zika e chikungunya.

19 de outubro de 2016

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Saúde (SES), realiza, nesta quinta-feira (20), uma reunião com representantes de todas as pastas que compõem a gestão municipal, indicados para integrar o Grupo da Sala de Situação para o Enfrentamento das Arboviroses. O encontro acontecerá às 14h, no Salão de Vidro do andar térreo do Paço Municipal.

De acordo com o diretor da Área de Vigilância em Saúde da SES, Rafael Reinoso, o objetivo é discutir ações preventivas de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e das febres zika e chikungunya. Durante a reunião, equipes técnicas da SES informarão os detalhes sobre a participação dos servidores nas ações a serem desenvolvidas.

Os representantes serão agentes multiplicadores das ações de combate ao mosquito, auxiliando, ainda na elaboração do Plano Municipal de Contingência para Enfrentamento das Arboviroses que será válido para o segundo semestre de 2016 e o primeiro de 2017.

Conforme Reinoso, o plano segue diretriz do Ministério da Saúde. “É uma previsão do que pode acontecer no período epidêmico, que, pelos manuais da Vigilância em Saúde, vai de fevereiro a maio. É o período em que ocorre um aumento descontrolado de casos das doenças, principalmente de dengue”, ressalta.

Mas, segundo ele, as ações não devem acontecer somente quando houver epidemia. “Estamos no período interepidêmico, que antecede o verão. Por isso, as ações de prevenção devem começar agora. O resultado dessas ações pode refletir no número de casos no momento de epidemia, quando as ações serão intensificadas”, complementa.

*Do portal da prefeitura de Sorocaba

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2ejOwGH