Notícias

“Ribeirão está numa situação praticamente de guerra”, diz Nogueira sobre a condição que recebe a Prefeitura

O prefeito de Ribeirão Preto (SP), Duarte Nogueira, informou no último domingo (1) que a administração municipal começa o ano com apenas R$ 3 milhões em caixa e que precisará vencer muitos desafios para administrar a dívida deixada pela gestão anterior, estimada em $ 2,1 bilhões. O valor que o município deve se aproxima muito do orçamento previsto para 2017, que é de R$ 2,8 bilhões.

O prefeito de Ribeirão Preto (SP), Duarte Nogueira, informou no último domingo (1) que a administração municipal começa o ano com apenas R$ 3 milhões em caixa e que precisará vencer muitos desafios para administrar a dívida deixada pela gestão anterior, estimada em $ 2,1 bilhões. O valor que o município deve se aproxima muito do orçamento previsto para 2017, que é de R$ 2,8 bilhões.

Segundo matéria do G1 publicada nesta terça-feira (3), o prefeito destacou que o esforço em reduzir gastos não trará prejuízos aos serviços essenciais à população e considerou a situação econômica de Ribeirão Preto “praticamente de guerra”. No mesmo dia, Nogueira anunciou um pacote de 25 decretos e a redução total em investimentos, para diminuir o déficit da cidade.

Os salários de dezembro dos servidores será a prioridade do prefeito neste mês de janeiro. Além da redução de despesas, o tucano disse que espera receber R$ 350 milhões em pagamentos de dívidas. “Eu estou suspendendo todos os outros pagamentos para garantir o pagamento dos servidores até o dia 13 de dezembro”, afirmou o prefeito.

Saúde

Nesta segunda-feira (2), Duarte Nogueira fez uma visita surpresa aos postos de saúde da cidade para conferir de perto a real situação da saúde em Ribeirão Preto.

De acordo com matéria do EPTV, Nogueira conversou com pacientes e médicos para ouvir as reclamações e sugestões de melhorias para os postos de saúde.  Na tarde de ontem, o prefeito se reuniu com o secretário de saúde para estabelecer algumas prioridades para a área.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria no G1.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2hNLRI6