Notícias

Setor sucroalcooleiro firma pacto por desenvolvimento de Mato Grosso

O governador Pedro Taques se reuniu nesta quinta-feira (30) com representantes do setor sucroalcooleiro de Mato Grosso. Na oportunidade, foi firmado um pacto pelo reequilibro fiscal e desenvolvimento do estado e do segmento. Para Piero Vincenzo Parini, presidente do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso (Sindalcool-MT), esse é o momento de o setor ajudar o Estado a reequilibrar as finanças.

30 de junho de 2016

O governador Pedro Taques se reuniu nesta quinta-feira (30) com representantes do setor sucroalcooleiro de Mato Grosso. Na oportunidade, foi firmado um pacto pelo reequilibro fiscal e desenvolvimento do estado e do segmento.

Para Piero Vincenzo Parini, presidente do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso (Sindalcool-MT), esse é o momento de o setor ajudar o Estado a reequilibrar as finanças. “Estamos passando por desafios econômicos e dificuldades, tanto na iniciativa pública quanto privada. É o momento para que os setores tragam o apoio necessário e façam um pacto pelo desenvolvimento do Estado”, afirmou.

Também foram discutidas alterações na legislação de tributos e um acordo para pagamento de passivos do etanol que, atualmente, estão em aproximadamente R$ 50 milhões.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Ricardo Tomczyk, o objetivo é criar condições para que o setor se desenvolva, ao mesmo em que cumpra as obrigações com o Estado. “Vamos fazer tudo de acordo com as necessidades do setor e em parceria com estes representantes. Estamos trabalhando na minuta de uma nova lei e vamos ouvi-los para que ela seja a mais abrangente possível. Que seja bom para o Estado, bom para o setor privado, gerando emprego e renda para a população de Mato Grosso”, disse.

Os passivos pendentes serão tratados com a Secretaria de Estado de Fazenda, sob a coordenação de Seneri Paludo. “Estamos buscando opções que deem segurança tanto para o Estado, quanto para o setor sucroalcooleiro. Agora vamos trabalhar esta proposta para recebermos estes valores e acredito que em menos de uma semana isso esteja fechado”.

Segundo Seneri, esta é mais uma medida que busca reequilibrar a situação fiscal do Executivo. “Temos muitas ações em andamento e uma das principais é buscar os passivos devidos em diversos segmentos. Em 2015 recebemos cerca de meio milhão de reais, que foi o que nos ajudou a manter a folha de pagamento em dia. E este ano a previsão é ainda maior”, explicou o secretário.

*Do portal do governo de Mato Grosso

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/298rUUi