Notícias

Gestão de Doria estuda transferir serviços de outras secretarias para as Subprefeituras, que seriam renomeadas para Prefeituras Regionais.

Subprefeituras vão ter mais autonomia na gestão de João Doria

O prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), pretende turbinar a Secretaria de Subprefeituras em sua gestão, com um orçamento maior, mais autonomia e funções que hoje estão com outras pastas. A Secretaria vai ampliar as funções de zeladoria da cidade, e deverá ser comandada pelo vice-prefeito eleito, o deputado federal Bruno Covas (PSDB).

19 de outubro de 2016

Brasília (DF) – O prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), pretende turbinar a Secretaria de Subprefeituras em sua gestão, com um orçamento maior, mais autonomia e funções que hoje estão com outras pastas. A Secretaria vai ampliar as funções de zeladoria da cidade, e deverá ser comandada pelo vice-prefeito eleito, o deputado federal Bruno Covas (PSDB). As informações são de reportagem publicada nesta quarta-feira (19) pelo jornal Folha de S. Paulo.

A gestão do tucano estuda transferir serviços de outras secretarias para a pasta de Subprefeituras, que seria renomeada para Prefeituras Regionais. No caso da Educação, por exemplo, a nova secretaria ficaria a cargo da manutenção de escolas. Já as pastas do Verde e do Meio Ambiente teriam o trato de praças como uma responsabilidade a menos.

De acordo com a publicação, mudanças no orçamento municipal serão detalhadas pela Secretaria de Finanças. A titular deverá ser Ana Carla Abrão, atual secretária da Fazenda de Goiás. A indicação teria sido aprovada tanto pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), quanto pelo governador de Goiás, o tucano Marconi Perillo.

Doria também pretende criar um Conselho Superior de Aconselhamento da prefeitura, com a participação de ex-prefeitos de São Paulo. Segundo o tucano, Marta Suplicy (PMDB) e Gilberto Kassab (PSD) já aceitaram. O petista Fernando Haddad também poderá fazer parte. Também serão convidados o atual ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB), além de Luiz Erundina (PSOL) e Paulo Maluf (PP).

O prefeito eleito afirmou que o conselho será criado não para elogiá-lo, mas sim para “contribuir e, se necessário, me criticar”.

Leia AQUI a íntegra da reportagem do jornal Folha de S. Paulo.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2ekQmZy