Notícias

Tucanas apoiam prorrogação de mandato de Aécio e demais dirigentes até 2018

Após a Executiva Nacional do PSDB ter aprovado nesta quinta-feira (15) a prorrogação por um ano dos mandatos dos dirigentes do partido, parlamentares tucanas manifestaram apoio à decisão, reiterando a importância da unidade partidária. Na reunião, com o apoio expressivo de 22 diretórios estaduais, o senador Aécio Neves foi reconduzido à Presidência da legenda e, assim como os demais integrantes, terá seu mandato até maio de 2018.

Brasília (DF) – Após a Executiva Nacional do PSDB ter aprovado nesta quinta-feira (15) a prorrogação por um ano dos mandatos dos dirigentes do partido, parlamentares tucanas manifestaram apoio à decisão, reiterando a importância da unidade partidária. Na reunião, com o apoio expressivo de 22 diretórios estaduais, o senador Aécio Neves foi reconduzido à Presidência da legenda e, assim como os demais integrantes, terá seu mandato até maio de 2018.

Para a presidente do PSDB-Mulher de Pernambuco, deputada estadual Terezinha Nunes, a decisão demonstra a continuidade de uma política de fortalecimento do partido, na medida em que 22 estados apoiaram a posição que a Executiva, em sua quase unanimidade, também apoiou.

“O PSDB, neste momento, precisa estar preparado para sustentar o governo do presidente Michel Temer. Estamos apoiando o governo e uma eleição agora de um novo presidente do partido poderia causar tumultos no próprio partido, reverberando até para o governo federal”, afirmou.

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO), afirmou que a decisão foi “muito positiva” e demonstra a união da legenda. “É um partido que tem extrema qualidade nos seus nomes, e isso mostra esse bem do partido, pensando no propósito de cada vez mais mostrar essa união. A gente vê em todos os discursos, vontade vinda não apenas da Executiva, mas vindo de todos os diretórios estaduais, de toda a militância”, disse.

A tucana destacou ainda a importância do fortalecimento e da responsabilidade da sigla em mostrar a unidade partidária.

“Há uma preocupação do partido em cada vez mais fazer com que o seu nome, com que sua legenda, mostre que é um exemplo de partido, e essas brigas internas que muitas vezes são mostradas são muito mais por fora do que por dentro. Dentro existe essa unidade”, reiterou.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2h1u5z8