Notícias

Tucano diz que Lula está “fora da realidade” ao atribuir crise econômica à Lava Jato

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a fazer investidas contra a relevância da Operação Lava Jato, na qual ele é réu pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Em vídeo divulgado pelo jornal Folha de S. Paulo nesta quinta-feira (8), o petista ignora as políticas equivocadas adotadas pelo governo da ex-presidente Dilma Rousseff e afirma que a Lava Jato é a causa da recessão econômica e do forte desemprego que tomou conta do Brasil nos últimos dois anos – e que atinge hoje mais de 12 milhões de brasileiros.

Brasília (DF) – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a fazer investidas contra a relevância da Operação Lava Jato, na qual ele é réu pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Em vídeo divulgado pelo jornal Folha de S. Paulo nesta quinta-feira (8), o petista ignora as políticas equivocadas adotadas pelo governo da ex-presidente Dilma Rousseff e afirma que a Lava Jato é a causa da recessão econômica e do forte desemprego que tomou conta do Brasil nos últimos dois anos – e que atinge hoje mais de 12 milhões de brasileiros.

No vídeo, Lula também culpa a Lava Jato pela “desmoralização” atual do Congresso. Para o deputado federal Domingos Sávio (PSDB-MG), as declarações do ex-presidente são “fora da realidade” e demonstram a “total falta de seriedade” do petista.

“Lula não é uma pessoa correta, já está provado que é um grande enganador. Ele e os petistas conseguiram fazer lavagem cerebral em muitos, fazer o jogo da conivência, de conceder privilégios e vantagens. Lula se acostumou a falar essas asneiras para seus seguidores, como se o Brasil inteiro fosse cego. Felizmente, o povo brasileiro abriu os olhos e sabe, com provas incontestes, que tudo que vivemos do ponto de vista de crise econômica e de natureza ética tem uma participação direta dele”, explicou.

A reportagem mostra também Lula se referindo aos agentes do Ministério Público Federal (MPF) como “moleques” que se consideram “um bando de ungidos” e “salvadores da humanidade”.

No final do vídeo, Lula diz ainda que pretende salvar o país dessa “euforia da insanidade”. Além disso, o petista se propõe a “fazer o necessário” e cita uma possível candidatura à Presidência em 2018. “Vocês se preparem, que eu posso voltar a ser candidato”, declarou.

Na avaliação do deputado tucano, as afirmações são “irresponsáveis” e “hipócritas”, já que, segundo ele, o ex-presidente é o “principal líder” do processo de destruição e desmoralização da política brasileira.

“Não podemos nos curvar a isso. O Brasil ainda vai passar por muitas dificuldades para se recuperar da tragédia que ele deixou de herança, juntamente com a [ex-presidente] Dilma Rousseff. Ele está tentando transformar esse momento de dificuldade num álibi para dizer que a culpa não é dele e transferir para o governo Michel Temer, que já entrou com esses problemas todos criados pela irresponsabilidade, crimes e abusos que ele e seus seguidores cometeram”, completou.

Apoio à Lava Jato

Ainda segundo o parlamentar, o apoio à Lava Jato nesse momento, mais do que nunca, deve ser constante para que a operação possa punir todos os envolvidos com o esquema de corrupção.

“Temos que ficar atentos e vigilantes, confiar na Justiça e no Ministério Público. O Lula já está passando da hora de ir para a cadeira, mas todos os que tiverem roubado dinheiro público ou se envolvido em todo esse esquema que se instalou na estrutura pública brasileira também devem ser punidos. O ex-presidente parece que pressente que vai ser preso e tenta de todas as maneiras criar um ambiente como se ele fosse a vítima, quando, na verdade, ele é um dos principais – senão o principal – causador de todo esse sofrimento, de toda essa situação difícil por que passa o nosso país”, reiterou.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2h4rxk8