Notícias

Tucano quer conceder incentivos fiscais para politicas voltadas à juventude

Diante da desvalorização do trabalho dos jovens, que hoje correspondem a 37,1% dos desempregados do país, o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE) destaca como fundamental a adoção de políticas que estimulem a autonomia, emancipação e direito dos jovens, colaborando com o desenvolvimento do país. Para isso, o parlamentar espera que o Congresso aprove, neste ano, um projeto de lei, de autoria do tucano, que conceda incentivos fiscais às doações e patrocínios efetuados para ações que atendam jovens entre 15 e 29 anos.

Diante da desvalorização do trabalho dos jovens, que hoje correspondem a 37,1% dos desempregados do país, o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE) destaca como fundamental a adoção de políticas que estimulem a autonomia, emancipação e direito dos jovens, colaborando com o desenvolvimento do país.

Para isso, o parlamentar espera que o Congresso aprove, neste ano, um projeto de lei, de autoria do tucano, que conceda incentivos fiscais às doações e patrocínios efetuados para ações que atendam jovens entre 15 e 29 anos. A dedução a que se refere o projeto de lei fica limitada a até 6% do valor do imposto devido.

Para o deputado, trata-se de um reconhecimento e aprimoramento do que já está disposto no Estatuto da Juventude. “Nós estamos buscando dentro da reforma tributária recursos que possam assegurar, através de um fundo e de uma dedução de imposto de renda, assegurar as políticas da juventude. Então, dentro da Reforma Tributária tem essa nossa proposta, para que nós possamos dinamizar toda a política da juventude que já foi implementada.”

Gomes de Matos lembra que, apesar de terem a força de trabalho desperdiçada, os jovens são o futuro do país, e precisam ser valorizados.

“Nós precisamos implementar os recursos necessários para essas políticas da juventude. Até porque, cedo ou tarde, o Brasil será entregue a essa juventude. Os gestores serão esses jovens.”

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2iMztYE