Notícias

Tucanos destacam unidade do partido em recondução de Aécio Neves à Presidência do PSDB

A Executiva Nacional do PSDB decidiu nesta quinta-feira (15) prorrogar até maio de 2018 o mandato de seus integrantes e do senador Aécio Neves na Presidência do partido. Após a reunião, lideranças tucanas comentaram a decisão e ressaltaram a importância da unidade partidária e da responsabilidade com o país neste momento de crise. Para o ministro das Relações Exteriores, José Serra, a decisão da executiva foi a “melhor escolha” no sentido de ajudar a manter a unidade partidária e concentrar os esforços para contribuir ao governo federal.

Brasília (DF) – A Executiva Nacional do PSDB decidiu nesta quinta-feira (15) prorrogar até maio de 2018 o mandato de seus integrantes e do senador Aécio Neves na Presidência do partido. Após a reunião, lideranças tucanas comentaram a decisão e ressaltaram a importância da unidade partidária e da responsabilidade com o país neste momento de crise.

Para o ministro das Relações Exteriores, José Serra, a decisão da executiva foi a “melhor escolha” no sentido de ajudar a manter a unidade partidária e concentrar os esforços para contribuir ao governo federal.

“Essa não é uma questão pessoal, não é uma questão sequer partidária, mas do país. O Brasil precisa que esse governo dê certo e para isso precisa ter o PSDB unido. Essa união é fundamental. Estou convencido de que é a melhor decisão, pensando não em candidaturas, mas no país, porque esse governo precisa dar certo”, afirmou.

O líder do governo no Senado, Aloysio Nunes (PSDB-SP), reiterou a importância da unidade do partido e a preocupação da sigla em ajudar o governo a conduzir o país a sair da crise.

“Não queremos disputa nesse momento. Qualquer disputa pode levar a algum tipo de estremecimento. A opinião pública brasileira e sobretudo aqueles que votam no PSDB estão preocupados com a crise política e econômica”, afirmou.

O parlamentar também destacou que o desempenho do PSDB nas eleições municipais deste ano foi “decisivo” para o consenso na decisão da Executiva.

“Com grande esforço de organização do partido por parte de todos os diretórios regionais, o partido cresceu muito. Nós elegemos um número maior de prefeitos e vereadores do que toda nossa história. É importante que essa unidade, que foi um dos fatores principais dessa vitória, se mantenha”, disse.

Responsabilidade

Na avaliação do líder do PSDB na Câmara, deputado federal Antonio Imbassahy (BA), a decisão indica a “responsabilidade histórica” do PSDB no sentido de ajudar o país a passar pelo momento de instabilidade e grave crise econômica.

“É uma proposta que vem de diretórios estaduais e também uma indicação explícita do presidente de honra do PSDB, Fernando Henrique Cardoso. Sempre na busca da unidade e da convergência deliberou-se pela prorrogação dos mandatos dos membros da Executiva Nacional e também dos diretórios estaduais por mais um ano”, apontou.

Expectativas

O vice-presidente nacional do PSDB e ex-governador de São Paulo, Alberto Goldman, comentou as expectativas para a prorrogação do mandato do senador Aécio e dos demais integrantes da Executiva.

“A expectativa é que possamos continuar trabalhando como a gente vem fazendo hoje. Nossa grande obrigação é fazer com que o governo que está aí dê certo. Estamos participando do governo hoje, temos responsabilidade com ele, com o país e com as instituições democráticas”, declarou.

Segundo Goldman, o fato de o partido ter unidade dá uma “força maior” para continuar contribuindo para o crescimento do Brasil. “Queremos que o país possa sair da situação em que se encontra e as instituições democráticas possam ser preservadas”, disse.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2gRj7h3