Números

Ajuste Fiscal: expectativa de mudanças faz dólar e juros caírem

Após a Câmara aprovar, em primeiro turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, conhecida como PEC do teto dos gastos públicos, o mercado vem demonstrando otimismo com a capacidade do governo do presidente Michel Temer em aprovar as demais medidas necessárias ao ajuste das contas no país. Consultado pela publicação, o operador de câmbio da Hencorp Commcor Cleber Alessie revelou que os sinais positivos devem se intensificar ainda mais quando a matéria for votada no Senado.

Ajuste Fiscal: expectativa de mudanças faz dólar e juros caírem
14 de outubro de 2016

Após a Câmara aprovar, em primeiro turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, conhecida como PEC do teto dos gastos públicos, o mercado vem demonstrando otimismo com a capacidade do governo do presidente Michel Temer em aprovar as demais medidas necessárias ao ajuste das contas no país. As informações são de matéria do jornal Valor Econômico.

Consultado pela publicação, o operador de câmbio da Hencorp Commcor Cleber Alessie revelou que os sinais positivos devem se intensificar ainda mais quando a matéria for votada no Senado. “O placar da votação [na Câmara] realmente surpreendeu. Agora, acredito que uma reação mais forte venha quando o Senado aprovar de vez a PEC”, avaliou.

Um dos reflexos desse cenário positivo é a desvalorização do dólar, que fechou a quinta-feira (13) cotado a R$ 3,1816, menor valor desde 11 de agosto. Para Italo Abucater, especialista em câmbio da Icap, o câmbio vem sendo influenciado diretamente pelo novo cenário político no país.

“O otimismo com o cenário político tem afetado diretamente a taxa de câmbio. Isso, aliado à expectativa de melhora do fluxo cambial com a vinda de recursos para o programa de repatriação e para operações de fusões e aquisições esperadas para este ano, devem levar o dólar a buscar o patamar de R$ 3”, disse à reportagem do Valor. Além da queda do dólar, os juros futuros de curto prazo também caíram na BM&FBovespa.

Na avaliação do mercado, vitórias como a demonstrada na votação da PEC 241 demonstram a força da base aliada de Temer, o que aumenta a expectativa sobre a provação de outras medidas vitais ao ajuste das finanças públicas, como a reforma da Previdência.

Clique aqui para ler a matéria do Valor Econômico.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2dVYDku