Números

Brasil está entre os piores no ensino de matemática e ciências após “Pátria Educadora” de Dilma

O Fórum Econômico Mundial colocou o Brasil entre os piores no ranking da qualidade do ensino de matemática e ciências. Na classificação divulgada esta semana, na Suíça, a nação brasileira aparece na posição 133°, entre os 139 países avaliados pelo Fórum. O deputado federal Izalci Lucas (PSDB-DF) apontou que os erros da gestão petista refletiram nos problemas do ensino no país. Para o tucano, a pauta da educação foi usada em prol de um projeto de poder do governo da presidente afastada Dilma Rousseff.

7 de julho de 2016

Brasília (DF) – O Fórum Econômico Mundial colocou o Brasil entre os piores no ranking da qualidade do ensino de matemática e ciências. Na classificação divulgada esta semana, na Suíça, a nação brasileira aparece na posição 133°, entre os 139 países avaliados pelo Fórum. O deputado federal Izalci Lucas (PSDB-DF) apontou que os erros da gestão petista refletiram nos problemas do ensino no país. Para o tucano, a pauta da educação foi usada em prol de um projeto de poder do governo da presidente afastada Dilma Rousseff.

“Principalmente nesse segundo mandato, da eleição para cá, começou a governar praticamente com slogan, com marketing. Então, ‘pátria educadora’ é uma piada. Basta ver o resultados. Não é novidade. Nas últimas avaliações, 90% dos alunos do ensino médio saem da escola sem saber português, matemática e ciências”, afirmou.

O parlamentar também destacou que o PT não cuidou da qualidade da educação já existente no país quando assumiu o poder.

“Não se cuidou de forma alguma da qualidade. Até porque, o ensino fundamental já tinha sido universalizado em 1998. Então, eles tinham que ter cuidado da qualidade. E não cuidaram, né? Realmente, a educação em termos de qualidade, acabou”, completou o tucano.

O Ministério da Educação reconheceu que a educação e a formação dos professores precisa melhorar. Em entrevista ao Bom dia Brasil, da Rede Globo, a secretária-executiva do MEC, Maria Helena Castro, afirmou que falta definir uma política pública que realmente enfrente o problema da educação brasileira.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/29rvE8v