Números

Brasileiros estão mais confiantes com a economia e preferem Temer a Dilma, diz Datafolha

Um levantamento feito pelo Instituto Datafolha e divulgado neste domingo (17) mostrou que o brasileiro está mais otimista em relação à economia. A pesquisa também aponta que metade dos entrevistados prefere o presidente em exercício Michel Temer à presidente afastada, Dilma Rousseff, como publicado pelo jornal Folha de S. Paulo.

18 de julho de 2016

Um levantamento feito pelo Instituto Datafolha e divulgado neste domingo (17) mostrou que o brasileiro está mais otimista em relação à economia. A pesquisa também aponta que metade dos entrevistados prefere o presidente em exercício Michel Temer à presidente afastada, Dilma Rousseff, como publicado pelo jornal Folha de S. Paulo.

O índice Datafolha de confiança registrou 98 pontos, o maior patamar desde dezembro de 2014. Os dados mostram um aumento na confiança dos cidadãos em relação à inflação. Em novembro de 2015, ainda com a petista na presidência, 77% acreditavam que a inflação iria subir. Em fevereiro deste ano, eram 72%. Na gestão do presidente em exercício esse número caiu para 60%.

Houve melhora na expectativa em relação ao desemprego. Em novembro do ano passado, 76% achavam que ia aumentar o número de pessoas desempregadas no país. Em fevereiro deste ano, eram 71%. Agora são 60%.

Para 50% dos entrevistados, Temer deve continuar o mandato até 2018. Do total de pessoas ouvidas, 32% querem a volta de Dilma, 4% não querem nenhum dos dois, 3% são a favor de novas eleições, 2% deram outras respostas e 9% não sabem.

A pesquisa também mostrou a avaliação dos brasileiros em relação ao atual governo de Temer. Entre os entrevistados, 42% consideram a gestão do presidente em exercício regular, 31% consideraram a gestão ruim ou péssima, 14% consideraram ótimo ou bom e 13% não souberam opinar.

A pesquisa foi realizada nos dias 14 e 15 de julho e 2.792 pessoas foram entrevistas em 171 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/29T07e4