Números

Cheque Reforma já beneficiou 141 mil famílias goianas

Com mais de 90 anos de idade, dona Etelvina Vicente realizou o grande desejo de viver em uma casa com conforto e segurança. A ajuda veio do Cheque Mais Moradia modalidade Reforma, recurso no valor de R$ 3 mil do Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), que promove melhoria em habitações precárias.

5 de julho de 2016

Com mais de 90 anos de idade, dona Etelvina Vicente realizou o grande desejo de viver em uma casa com conforto e segurança. A ajuda veio do Cheque Mais Moradia modalidade Reforma, recurso no valor de R$ 3 mil do Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), que promove melhoria em habitações precárias.

Assim como dona Etelvina, outras 141 mil famílias de Goiás já conseguiram melhorar a qualidade da habitação, graças ao Cheque Reforma implantado em Goiás na primeira administração de Marconi Perillo e, na época, replicado por vários estados. A importância do benefício ganhou ainda mais evidência com o anúncio do governo federal de implantação do programa em todo o país dentro de dois meses. Somente em Vianópolis já foram beneficiadas 300 famílias. Outras 74 receberam o Cheque Reforma recentemente.

Moradora de Vianópolis, no Sudeste goiano, a 95 quilômetros de Goiânia, dona Etelvina vive com a família da neta na casa espaçosa e com horta no quintal. Antes, viviam em um barracão abafado e sem banheiro. Para dona Etelvina, o Cheque Reforma foi fundamental na hora de fazer o reboco e o telhado da tão sonhada casa nova.

Em visita a Goiânia para participar do Fórum de Habitação de Interesse Social e entregar moradias em Palmeiras de Goiás, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, anunciou que decidiu levar o exemplo do Cheque Reforma ao presidente interino depois que recebeu uma equipe da Agehab e da Secretaria da Fazenda para uma apresentação técnica sobre o funcionamento do Cheque Mais Moradia. “Em momento de crise, temos que ser criativos e buscar soluções boas e baratas para nossa população. Não há vergonha alguma em copiar. Quero levar o Cheque Reforma para o governo federal”, afirmou no encerramento do Fórum.

O Cheque Reforma é uma das três modalidades do Programa Cheque Mais Moradia. De acordo com o presidente da Agehab, Luiz Stival, os convênios são firmados pelo Estado com prefeituras e entidades sociais, que são responsáveis pelo cadastramento das famílias. O Cheque é um crédito tributário transferido a quem fornece os materiais de construção. Luiz explica que o impacto na arrecadação não é tão grande, visto que seus recursos não precisam ser destacados diretamente do Tesouro. “O mecanismo de funcionamento é criativo e barato, dois quesitos importantes em momentos de crise como que vivemos”, reflete.

O pedreiro Mauro Duarte de Souza, 38 anos, fez forro, cerâmica e pintura depois que recebeu o Cheque Reforma em Vianópolis. Ele tinha começado a ampliação da casa, mas o dinheiro acabou e a obra estava paralisada. “Eu, minha esposa e os dois filhos vivíamos em apenas três cômodos. Agora temos uma sala grande e cozinha espaçosa. A vida melhorou muito”, conta.

Quando a mãe da aposentada Luzia Cotrim, 66 anos, era viva, elas moravam em uma casa de adobe tão antiga que as paredes caíram. Com ajuda de parentes e amigos, foi construída uma casa nova para elas. Mas o telhado reaproveitado não aguentou as chuvas. Segundo ela, era tanta goteira que tinha que rapar com o rodo. Com o Cheque Reforma, foi trocado todo o madeiramento e telhas da moradia e feita uma parte do reboco. “Só peço a Deus que tenha vida longa para aproveitar a casa do jeito que está. Demorou tanto tempo para conseguir chegar aqui”, diz.

*Do portal do governo de Goiás

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/29owFKc