Números

Com crise econômica, Embraer anuncia mais um plano de demissão voluntária

Uma das mais importantes empresas do país, a fabricante de aviões Embraer anunciou, nesta quarta-feira (5), a realização de mais um Programa de Demissão Voluntária (PDV). A medida atingirá engenheiros, secretárias e técnicos de nível médio, numa consequência da forte crise econômica imposta ao país pelo governo Dilma Rousseff (PT).

6 de outubro de 2016

Uma das mais importantes empresas do país, a fabricante de aviões Embraer anunciou, nesta quarta-feira (5), a realização de mais um Programa de Demissão Voluntária (PDV). A medida atingirá engenheiros, secretárias e técnicos de nível médio, numa consequência da forte crise econômica imposta ao país pelo governo Dilma Rousseff (PT).

Em setembro, a empresa já havia realizado um programa de desligamentos, que resultou na demissão de 1.463 funcionários, entre eles 700 metalúrgicos. As informações são de matéria do jornal O Globo publicada nesta quinta-feira.

“O novo PDV vai contribuir para a continuidade do ajuste das operações da empresa em função da retração da demanda do mercado aeroespacial global”, justificou a Embraer. Segundo a reportagem do jornal O Globo, o Programa de Demissão Voluntária se iniciou hoje e vai até o dia 11 de outubro.

A decisão de realizar o primeiro PDV foi tomada em agosto, após a Embraer anunciar que havia feito uma provisão de US$ 200 milhões para tentar dar fim a um processo no qual é acusada de suborno nos Estados Unidos.

Clique aqui para ler a matéria do jornal O Globo.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2dK3x4z