Números

Derrocada do PT e crescimento do PSDB e de partidos aliados a Temer animam mercado financeiro.

Derrocada do PT e crescimento do PSDB e de partidos aliados a Temer animam mercado financeiro

O fortalecimento do PSDB e de partidos da base aliada do presidente Michel Temer (PMDB) e a derrocada do PT nas eleições municipais foram recebidos com entusiasmo pelo mercado financeiro. De acordo com matéria do jornal Folha de S.Paulo, o real teve a maior valorização frente ao dólar entre as principais moedas nesta segunda-feira (3) e chegou a R$ 3,20, além do Ibovespa, que subiu 1,87%, e ainda houve forte queda nos juros futuros.

4 de outubro de 2016

O fortalecimento do PSDB e de partidos da base aliada do presidente Michel Temer (PMDB) e a derrocada do PT nas eleições municipais foram recebidos com entusiasmo pelo mercado financeiro. De acordo com matéria do jornal Folha de S.Paulo, o real teve a maior valorização frente ao dólar entre as principais moedas nesta segunda-feira (3) e chegou a R$ 3,20, além do Ibovespa, que subiu 1,87%, e ainda houve forte queda nos juros futuros.

Segundo investidores ouvidos pela Folha, a derrota do PT é um sinal de apoio da maioria da população brasileira às reformas propostas pelo governo Temer, como a adoção de teto para o aumento dos gastos públicos e mudanças na Previdência. O resultado nas urnas também é interpretado por analistas como a aprovação, mais uma vez, ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e aversão às políticas econômicas adotadas pelos governos petistas nos últimos 13 anos no comando do país.

Para o deputado federal Marcus Pestana (PSDB-MG), o PT, pelo todo conjunto da obra da irresponsabilidade fiscal, corrupção generalizada e erros da política econômica, despertou a desconfiança do mercado e minou a credibilidade da economia brasileira. “Essa melhora do humor do mercado se deve, em grande parte, à confiança que o PSDB desperta e o fato de ter sido o partido com mais votos nessas eleições, indicando que junto a outros partidos da base aliada, como o PMDB, se tornam a coluna vertebral para esse processo de reconstrução nacional. É isso que os investidores captaram e, portanto, a mudança de humor e de clima institucional”, disse o parlamentar.

O tucano, que também é economista, defende a votação da PEC 241 e o encaminhamento das reformas no Congresso. “A modernização das relações de trabalho e a reforma da previdência, inevitável para garantir o pagamento de pensões e aposentadorias no futuro e preservar os interesses das próximas gerações, vai recolocar o Brasil numa rota de crescimento a partir não só do ajuste fiscal, mas da estabilidade de regras e melhorias no ambiente institucional”, ressaltou.

2018

Segundo a Folha, analistas acreditam que o pleito municipal dá forte indicação da composição do Congresso em 2018. “Estas eleições dão uma ideia de como será o jogo na eleição presidencial de 2018, com o PSDB ganhando força, em detrimento do PT”, afirmou ao jornal Ignacio Crespo, economista da Guide Investimentos.

O deputado Pestana lembrou ainda que domingo foi a primeira vez que a sociedade brasileira foi chamada para se manifestar sobre os rumos do país através do voto, após a eleição presidencial de 2014 e o país ter mergulhado na maior recessão da história. “Tivemos uma queda impressionante dos votos dados a candidatos do PT, houve uma redução em 61% seu contingente de eleitores. O PSDB teve um resultado fantástico e aumentou em 25% total dos seus votos. Isso reafirma a centralidade do PSDB no cenário político brasileiro, coloca o partido como o principal fiador de agenda de ajustes e reformas do governo Temer para recolocar o Brasil nos trilhos e habilita a legenda a sonhar com a construção de um projeto presidencial”, destacou o tucano.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2dt7N6W