Números

Efeito Dilma: Brasil fecha 72,6 mil vagas com carteira assinada em maio

A crise econômica instalada pela presidente afastada Dilma Rousseff continua contribuindo para o aumento do desemprego no país. De acordo com matéria do jornal Folha de S.Paulo deste sábado (25), 72,6 mil vagas formais foram fechadas. No entanto, economistas acreditam que esse resultado já mostra o início de uma reversão.

25 de junho de 2016

A crise econômica instalada pela presidente afastada Dilma Rousseff continua contribuindo para o aumento do desemprego no país. De acordo com matéria do jornal Folha de S.Paulo deste sábado (25), 72,6 mil vagas formais foram fechadas. No entanto, economistas acreditam que esse resultado já mostra o início de uma reversão.

Embora negativo, o dado divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta sexta (24) representa uma desaceleração em relação ao resultado de maio de 2015, quando foram encerrados 115,6 mil postos. Segundo a Folha, o mercado de trabalho brasileiro abriu o ano de 2016 com novos recordes na crise do emprego e a tendência de fechamento de vagas se manteve em fevereiro e março.

Dados do Ministério apontam 39,2 milhões de trabalhadores com carteira assinada em maio. As maiores quedas ficaram com os setores de serviços (-36.960 postos), comércio (-28.885 postos), construção civil (-28.740 postos) e indústria de transformação (-21.162 postos).

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/292N350