Números

Efeito Dilma: Medo do desemprego bate maior índice desde 1999

Com a recessão instalada pelo governo da presidente afastada Dilma Rousseff, o índice do medo do desemprego cresceu 1,9% no segundo trimestre, na comparação com o primeiro. Em relação ao mesmo período do ano passado, o indicador aumentou 4,2%, como mostra pesquisa trimestral realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Com isso, chegou a 108,5 pontos, o maior nível desde março de 1999.

19 de julho de 2016

Com a recessão instalada pelo governo da presidente afastada Dilma Rousseff, o índice do medo do desemprego cresceu 1,9% no segundo trimestre, na comparação com o primeiro. Em relação ao mesmo período do ano passado, o indicador aumentou 4,2%, como mostra pesquisa trimestral realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Com isso, chegou a 108,5 pontos, o maior nível desde março de 1999.

De acordo com matéria do jornal Valor Econômico desta terça-feira (19), o índice de satisfação com a vida também caiu 2,6% ante o mesmo período do ano passado. Com 93,1 pontos, é o segundo menor valor da série histórica.

A pesquisa foi realizada, entre os dias 24 e 27 de junho, pelo Ibope Inteligência. Ao todo, foram entrevistadas 2.002 pessoas em 141 municípios do país.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2a8A4y7