Números

Em esforço para impulsionar setor imobiliário, Caixa eleva teto de financiamento de imóveis para até R$ 3 milhões

Na tentativa de impulsionar o setor imobiliário, um dos mais afetados pela forte recessão que acometeu o país, a Caixa Econômica Federal decidiu elevar o teto do valor de imóveis financiáveis pelo banco para até R$ 3 milhões. O percentual que pode ser financiado também passará de 70% para 80% no caso de novos imóveis, e de 60% para 70% em imóveis usados. A medida deve acelerar os desembolsos no segundo semestre, facilitando as condições para as construtoras e os compradores.

19 de julho de 2016

Brasília (DF) – Na tentativa de impulsionar o setor imobiliário, um dos mais afetados pela forte recessão que acometeu o país, a Caixa Econômica Federal decidiu elevar o teto do valor de imóveis financiáveis pelo banco para até R$ 3 milhões. O percentual que pode ser financiado também passará de 70% para 80% no caso de novos imóveis, e de 60% para 70% em imóveis usados. A medida deve acelerar os desembolsos no segundo semestre, facilitando as condições para as construtoras e os compradores.

As informações são de reportagem publicada nesta segunda-feira (18) pelo jornal Folha de S. Paulo. A Caixa também vai permitir a transferência de financiamentos imobiliários contratados om outros bancos. Mutuários poderão transferir até 70% do empréstimo de outras instituições. O limite atual é de 50%.

Além disso, o banco deve elevar o nível de aprovação das propostas, que hoje fica em torno de 80%. Isso porque, até junho deste ano, a Caixa, que é o maior financiador imobiliário do país, tinha concedido menos de R$ 39 bilhões, de um orçamento anula de cerca de R$ 93 bilhões.

Para o deputado federal Nilson Pinto (PSDB-PA), o esforço para dar mais tração ao setor imobiliário tem dois grandes aspectos positivos: a geração de empregos e o aumento da margem de pessoas que realizam o sonho da casa própria.

“Em primeiro lugar, a medida amplia para a classe média a possibilidade de um financiamento de imóvel. [A classe média é] uma classe que foi muito penalizada ao longo desses anos pelo governo do PT. É importante que ela seja agora adequadamente atendida, e essa ampliação no valor do teto de financiamento reflete bem essa intenção. Segundo, ela é fundamental para combater o nosso maior drama atual, que é o desemprego. O governo do PT, ao arruinar a economia brasileira, elevou o número de desempregados à próximo de 12 milhões de pessoas”, afirmou.

O parlamentar destacou que a ação da Caixa é um importante incentivo à iniciativa privada e ao setor público, no sentido de geração de empregos a curto prazo. “A construção civil é um setor onde a geração de empregos é rápida, fácil e tem um efeito muito grande sobre o mercado de trabalho. Na medida em que se injetam recursos para financiar imóveis, e com isso gerar novas construções, novos investimentos, você tem mais empregos, reduzindo esse quadro dramático que atravessa o Brasil hoje”, apontou.

Reorganização da economia

Além das medidas direcionadas a famílias de classes média e alta, a Caixa também pretende acelerar as contratações no âmbito do programa de habitação popular Minha Casa, Minha Vida. Na última sexta-feira (15), o ministro das Cidades Bruno Araújo (PSDB) informou que o governo federal deve contratar de 300 mil a 400 mil unidades das faixas 2 e 3 do programa até dezembro.

O deputado Nilson Pinto acrescentou que a mudança de direcionamento da Caixa Econômica Federal vai ao encontro das medidas apresentadas pelo PSDB para nortear o apoio ao governo do presidente em exercício Michel Temer, no que diz respeito ao desenvolvimento econômico.

“O governo tem respondido adequadamente àqueles 15 itens que foram levantados pelo PSDB. Não tenho nenhuma dúvida de que esta iniciativa responde à demanda pela reorganização da nossa economia, pela dinamização da nossa economia. O PSDB deu um caminho, e o governo felizmente está seguindo”, completou o tucano.

Leia AQUI a íntegra da reportagem do jornal Folha de S. Paulo.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/29TwkDQ