Números

Em Santos, número de roubos e furtos cai nos oito primeiros meses do ano

Os roubos e furtos registrados em Santos nos oito primeiros meses de 2016 tiveram diminuição na comparação com o mesmo período do ano passado. É o que apontam as estatísticas da Secretaria de Segurança Pública do Governo do Estado. Entre janeiro e agosto de 2015, foram 2.938 ocorrências de roubo, contra as 2.644 no período correspondente de 2016 – redução de 9,8%. Já os furtos diminuíram em 3,2% na mesma base de comparação, passando de 4.373 furtos para 4.229.

11 de outubro de 2016

Os roubos e furtos registrados em Santos nos oito primeiros meses de 2016 tiveram diminuição na comparação com o mesmo período do ano passado. É o que apontam as estatísticas da Secretaria de Segurança Pública do Governo do Estado. Entre janeiro e agosto de 2015, foram 2.938 ocorrências de roubo, contra as 2.644 no período correspondente de 2016 – redução de 9,8%. os furtos diminuíram em 3,2% na mesma base de comparação, passando de 4.373 furtos para 4.229.

A queda também se refletiu nos flagrantes do Sistema Informatizado de Monitoramento/SIM da Prefeitura. Entre janeiro e setembro do ano passado, foram 2.942 ocorrências registradas pelas câmeras em vários pontos da Cidade. Nos mesmos meses deste ano, o número correspondeu a 2.300 flagrantes – ou – 21,8%. Também caíram os casos relacionados a furtos (-23,2%) e roubos (- 15,3%).

Câmeras

Contribuiu para este cenário a ampliação do número de câmeras de monitoramento, de 188 em 2013 para as atuais 523. A previsão é de que no primeiro semestre de 2017, a Cidade possua 736 câmeras.

Também está em fase de construção o Centro de Controle Operacional (CCO), no embasamento do Paço Municipal, que irá ampliar o monitoramento e integrar as ações de segurança com serviços públicos. As obras de adequação dos 800 m² já atingiram 60% do previsto.

Mais

Nos últimos quatro anos, o Orçamento Municipal voltado para a área de segurança também registrou crescimento: mais 44%. Passou dos R$ 25,7 milhões em 2012 para R$ 37 milhões em 2015 – acima da inflação registrada no período (de 32%, segundo o IPCA). Com o acréscimo de recursos, Santos pôde investir no aumento de 150 integrantes do efetivo da Guarda Municipal – totalizando 500 -, compra de viaturas e veículos às corporações e na implementação do Atividade Delegada, com a atuação de policiais nas horas de folga com remuneração paga pela Prefeitura.

*Do portal da prefeitura de Santos

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2ejTmoH