Números

Para o deputado federal Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), a volta do emprego contribuirá ainda mais para a recuperação do poder de compra da população.

Gastos com alimentos cresce 5,6% e revela aumento do poder de compra

A desastrada política econômica adotada pela ex-presidente Dilma Rousseff obrigou as famílias a cortarem vários itens do carrinho do supermercado. No entanto, com o crescimento da economia e o recuo da inflação, os brasileiros vão, aos poucos, retomando seu poder de compra. De acordo com matéria do jornal O Globo desta segunda-feira (14), o gasto com alimentos teve crescimento real de 5,6% em 12 meses.

Gastos com alimentos cresce 5,6% e revela aumento do poder compra

A desastrada política econômica adotada pela ex-presidente Dilma Rousseff obrigou as famílias a cortarem vários itens do carrinho do supermercado. No entanto, com o crescimento da economia e o recuo da inflação, os brasileiros vão, aos poucos, retomando seu poder de compra. De acordo com matéria do jornal O Globo desta segunda-feira (14), o gasto com alimentos teve crescimento real de 5,6% em 12 meses.

Segundo o jornal, as vendas do conjunto de produtos que contém alimentos, bebidas, produtos de limpeza e higiene e beleza industrializados também cresceram 0,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Para o deputado federal Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), a volta do emprego contribuirá ainda mais para a recuperação do poder de compra da população, já que a economia começa a dar sinais de estabilidade, o que reflete diretamente na confiança do consumidor.

“Estamos, aos poucos, readquirindo a credibilidade perdida durante os 13 anos de Lula, Dilma e PT, que destruíram a economia brasileira, a indústria, 12 milhões de empregos e o poder aquisitivo de 60 milhões de pessoas, ou seja, de 80% das famílias brasileiras. É um começo muito tímido [da retomada do poder de compra], mas já é uma sinalização positiva, há um sinal verde pela frente. Estamos otimistas com o novo governo e as medidas no Congresso, e acreditamos que poderemos retomar todo esse tempo perdido”, pontuou o tucano.

Segundo o Globo, dados do IBGE mostram que a renda média do trabalhador caiu de R$ 2.070, em setembro de 2013, para R$ 2.015 em setembro deste ano. Já a inflação, saltou de 5,86% para 9,49% no mesmo período e perdeu fôlego neste ano fechando em 8,48%.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2eFci19