Números

Governo do Mato Grosso vai fomentar linhas de financiamento para micro e pequenas empresas, incluindo oferta à agricultura familiar.

Mato Grosso fomenta ações de apoio aos micro e pequenos negócios

Três importantes ações do governo de Mato Grosso anunciadas na última semana darão um gás na economia, especialmente para micro, pequenos e médios empreendedores que respondem em Mato Grosso por 96% deste segmento. A mudança da Agência de Fomento do Estado para Desenvolve MT terá um foco também na prospecção de investimentos e novos negócios para o estado, de forma a impulsionar o crescimento e criar novas alternativas econômicas em Mato Grosso.

Mato Grosso fomenta ações de apoio aos micro, pequenos negócios

Três importantes ações do governo de Mato Grosso anunciadas na última semana darão um gás na economia, especialmente para micro, pequenos e médios empreendedores que respondem em Mato Grosso por 96% deste segmento. A mudança da Agência de Fomento do Estado para Desenvolve MT terá um foco também na prospecção de investimentos e novos negócios para o estado, de forma a impulsionar o crescimento e criar novas alternativas econômicas em Mato Grosso. Na área de crédito vai atuar com mais oferta de linhas de financiamento para micro e pequenas empresas, incluindo oferta à agricultura familiar, e para prefeituras.

Outra ação, voltada aos feirantes, é a nova linha de crédito Fazenda a Feira criada pela Desenvolve MT para financiar as atividades desses microempreendedores espalhados em todos os municípios do estado. O crédito é para que o feirante possa adequar ou revitalizar a estrutura de venda nas feiras livres de Mato Grosso e fortalecer a agricultura familiar. O limite de crédito da linha Fazendo a Feira será de R$ 3 mil, com taxa de juro de 0,54%, prazo de até 24 meses para quitação e três meses de carência para iniciar o pagamento do empréstimo.

“A Agência Desenvolve MT tem agora no escopo o fomento a iniciativas empresariais e não apenas ser uma plataforma de apresentação. Já temos como exemplo uma iniciativa de exportação de peixe daqui para os Estados Unidos, com o auxílio da Desenvolve MT, e após comprovada a qualidade do produto será 100% exportado. Entre outras ações que visam o fortalecimento do comércio de Mato Grosso para o exterior como a participação na Expocruz, na Bolívia, e o mercado chinês já para o próximo ano”, pontuou o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Tomczyk.

A ampliação do trabalho da Desenvolve MT encontra respaldo nas ações que já vinham sendo executadas pela Agência, cujo diagnóstico aponta cadastro de médias e pequenas empresas com negócios concreto.

Supersimples

A terceira ação que deve auxiliar 96% das empresas nas categorias de micro, pequenos e médios empreendimentos é a mudança no limite do Super Simples. O teto para enquadramento das empresas de pequeno porte a esse regime tributário passará para R$ 3,6 milhões a partir do próximo ano. A medida vai possibilitar a formalização e atrair novos empreendedores ao estado, criando uma ambiência negocial favorável, aumentando a base de contribuição e gerando emprego e renda.

Mato Grosso tem 189 mil empresas enquadradas no Super Simples. Desde 2010, as adesões ao modelo de tributação aumentaram 194,19% no estado. Tomczyk destaca que a mudança no teto estadual do Supersimles propiciará aumento na arrecadação estadual, porque estimulará a formalidade dos empreendimentos e melhora o nível de competitividade das empresas locais com aquelas instaladas em outros estados brasileiros.

“Como se resolve a crise? Se resolve aumentando receita, aumentando negócios e cortando despesas. Para resolver é preciso criar ambiência negocial para atrair investimentos. Estou cumprindo com as promessas de campanha, a reforma tributária é uma delas. Hoje são milhares de regulamentações do ICMS que geram cerca de sete mil processos tributários e quase 200 mil processos administrativos à Sefaz, vai melhorar e muito isso. O estado é referência em proteína vegetal e animal, mas não queremos só isso, queremos um Estado referência por ser bom de fazer negócios aqui”, frisou o governador Pedro Taques.

José Guilherme Ribeiro, superintendente do Sebrae-MT, considerou a mudança como sendo de “um valor fantástico não só para Mato Grosso, mas para o segmento empresarial”. “Temos um carinho para com o micro e pequeno empresário. Um país é forte quando tem uma iniciativa privada forte. O estado é forte, quando também tem esse segmento fortalecido”, destacou José Guilherme.

*Do portal do governo de Mato Grosso

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2eWWeUY