Números

Mercado financeiro melhora previsão da queda do PIB

Após passar por uma intensa retração, especialistas do mercado financeiro voltaram a reduzir a previsão de queda do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano. A taxa era estimada em  3,18% e passou para 3,15%, segundo o Boletim Focus. Para 2017, os analistas também já apostam em um crescimento de 1,36% no resultado geral do PIB. Para a inflação, os números ficaram estáveis em 5,12%, informou o Banco Central.

19 de setembro de 2016

Após passar por uma intensa retração, especialistas do mercado financeiro voltaram a reduzir a previsão de queda do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano. A taxa era estimada em  3,18% e passou para 3,15%, segundo o Boletim Focus. Para 2017, os analistas também já apostam em um crescimento de 1,36% no resultado geral do PIB. Para a inflação, os números ficaram estáveis em 5,12%, informou o Banco Central.

O deputado federal Izalci Lucas (PSDB) do Distrito Federal, aponta que as boas expectativas são frutos de uma mudança de governo no país.

“Houve já um avanço de recuperação em função da própria mudança. O que gerou isso foi a própria mudança e a credibilidade do próprio ministro da Fazenda, do que já foi anunciado que irá ser proposto. E isso alimenta um pouco o mercado no sentido de confiança.”

Para o deputado, o desequilíbrio das contas do país é resultado de uma política econômica equivocada do governo petista. “O prejuízo foi imenso e a conta vai ser paga pelas novas gerações. Porque esse governo que saiu agora, que ficou aí 13 anos, deixou uma herança maldita. E além de deixar uma situação caótica, ele [governo afastado] não aproveitou realmente os momentos em que poderiam ter plantado mais, investido mais, e prejudicou algumas gerações.”

A estimativa do mercado para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, o IPCA, deste ano recuou de 7,36% para 7,34% na semana passada. Já para o dólar, a previsão é de que se mantenha em R$ 3,45.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2cm0XSu